Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Os planos da Samsung em seguir melhorando a qualidade das câmeras de seus smartphones ganharam novos rumores. Após as informações que o Galaxy S21 Ultra terá sensor de 108 MP, um conhecido leaker de tecnologia sugere que a empresa estaria trabalhando em uma câmera de 200 MP.

O responsável pela afirmação é Ice Universe, autor de  diversos vazamentos do mercado de smartphones, incluindo informações que se comprovaram verídicas sobre o Galaxy S21. Em seu twitter, o usuário afirmou:

publicidade

“A Samsung vai lançar muitos sensores ISOCELL inovadores em 2021. 200 MP em breve”, comentou.

publicidade

A câmera de 200 MP não é o primeiro rumor sobre super resoluções da Samsung. Em 2020, outros usuários chegaram a relatar que a empresa estaria trabalhando em uma unidade de 600 MP, que vai além da capacidade de identificação do olho humano.

Antes disso, outros rumores sugeriram que a empresa também teria feito testes com a resolução de 250 MP em um sensor que seria um pouco maior a câmera de 64 MP do Galaxy F 41.

Por que uma resolução tão grande?

Alguns especialistas consideram os 576 MP como o limite da nossa capacidade. Assim, por qual motivo as empresas querem desenvolver sensores ainda maiores? A resposta pode estar na relação ao custo e ao tamanho desses aparelhos.

Um megapixel são um milhão de pixels, ou seja, se uma foto possui 12 MP, quer dizer que ela tem 120 milhões de pixels. De maneira simples, quanto mais pixels, melhor definida a foto será, embora isso não seja uma regra exata.

No entanto, uma câmera não é baseada apenas por pixels, mas sim na combinação entre lentes, obturadores e diafragmas. Um sistema que até hoje é parte digital e parte mecânico. Neste processo, as peças mecânicas (responsáveis pela captação de luz) precisam de espaço. Nesta relação, o tamanho e a qualidade de abertura destes dispositivos também vai interferir na qualidade das fotos.

À medida que os celulares estão ficando menores e mais finos, a única maneira de suprir o pouco espaço para grandes sensores é incrementando a qualidade digital. Em tese, é por isso que uma câmera de um smartphone de 50 MP pode resultar na mesma qualidade de uma foto tirada por uma DSLR de 12 MP.

Rumores sugerem que Samsung estaria trabalhando em câmera de 200 MP em sucessor do Galaxy S21 Ultra. Foto: Frans Van Heerden/Pexels

Tamanho das câmeras profissionais permite o registro de imagens com alta qualidade e menos MP. Foto: Frans Van Heerden/Pexels

Esta relação também está presente na discussão de como empresas como Samsung, Apple e Xiaomi possuem flagships com configurações diferentes, mas que no geral obtém resultados parecidos na qualidade de imagens. Além disso, o investimento em tecnologias como a Inteligência Artificial também justifica o interesse na exploração de novas resoluções.

Deste modo, o desenvolvimento de uma câmera de 200 MP também implica que a Samsung pode estar pensando em smartphones ainda menores e mais finos. Ao que tudo indica, Galaxy S21 Ultra será o celular mais fino lançado até o momento.

Samsung pode apresentar novidades em breve

A Samsung realiza um evento para falar sobre os novos processadores Exynos 2100, amanhã (12/01). A revelação sobre a nova geração de SoCs pode trazer mais pistas sobre o que a empresa estaria planejando para o futuro de suas câmeras.

O Exynos 2100 será concorrente do Snapdragon 888 da Qualcomm, mas os dois processadores estarão presentes em versões do Galaxy S21. Recentemente a Qualcomm também se pronunciou como os novos processadores revolucionarão o universo da fotografia.

Via Phone Arena
Foto: Frans Van Heerden/Pexels