Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

A HMD Global está apostando no mercado corporativo para ampliar sua participação no nosso mercado com smartphones Nokia. Só para fazer um breve retrospecto, quase um ano atrás, a empresa anunciou sua volta ao Brasil em uma parceria com a Multilaser. Alguns meses depois, a HMD lançou o Nokia 2.3, o primeiro smartphone da sua volta oficial ao país, e no final do ano, o Nokia 5.3, além da fabricação local do Nokia C2.

Na semana passada, conversamos com Junior Favaro, diretor de vendas e marketing da HMD Global no Brasil. Ele nos contou mais sobre os planos da empresa para a marca Nokia no nosso país em 2021. Além disso, no mesmo papo falamos com Juan Olano, que é diretor sênior de negócios da empresa para América Latina. Como citei no parágrafo acima, a HMD está de olho no mercado de smartphones corporativos, e tem como trunfo a velocidade e consistência das atualizações do Android em seus smartphones, desde os mais caros até os mais baratos. A HMD Global cita o ranking da Counterpoint, que citou a empresa como a fabricante mais segura e confiável.

publicidade
Smartphones com 5G são fundamentais na disputa pelo mercado corporativo

A HMD Global acredita que os smartphones com 5G podem ser sua porta de entrada para aumentar sua participação no mercado corporativo. Uma pesquisa recente da IDC sobre o mercado mobile mostra que os smartphones foram os dispositivos mais usados para se conectar ao trabalho em 2020, com 50%, e a estimativa é que esse uso chegue a 61% em 2021.

Como argumento para convencer as empresas, a Nokia tem sua facilidade de configuração e instalação pelas equipes de TI, a começar pelo programa Android Enterprise Recommended, com aparelhos e serviços verificados pelo Google.A pesquisa da IDC diz que 46% dos smartphones usados por empresas brasileiras fazem parte do programa, e a expectativa é que esse percentual chegue a 61% em um ano.

Os departamentos de TI vão poder configurar os smartphones dos funcionários antes que eles sejam entregues para eles, fazendo a instalação pelo Android Zero-Touch. Além disso, a empresa também destaca o serviço HMD Connect Pro, que permite que as empresas comprem cartões SIM em massa.

E as novidades em smartphones para o Brasil?

Perguntei a Favaro também sobre um possível lançamento do Nokia 2.4 no Brasil, e citei os rumores sobre o Nokia 2.5, mas a empresa está satisfeita com o desempenho de vendas do modelo atual. De qualquer forma, o Nokia 2.4 deve chegar, já que foi homologado por aqui.

publicidade

Também citei o recente Nokia 5.4 com Snapdragon 662, que a gente está esperando ver no Brasil em breve, mas mais uma vez, a HMD Global disse que segue apostando no Nokia 5.3 como solução inicial para o mercado corporativo. A empresa deve estar pensando em lançar algum smartphone melhor no Brasil, possivelmente além do Nokia 5.4, quem sabe algum com conectividade 5G como o Nokia 8.3 5G, que a gente está esperando há um tempão por aqui.