NotíciasVendas de smartphones caíram em 2020, com crescimento no final

Felipe Marsola Monteiro4 semanas atrás4 min

O International Data Corporation (IDC) apresentou, hoje, um relatório sobre as vendas de smartphones no último trimestre de 2020. E os dados da pesquisa são animadores. No total, houve um crescimento de 4,3% no mercado global em comparação com o mesmo período em 2019. Além disso, as grandes fabricantes internacionais (com exceção da Huawei) também viram seus índices crescerem.

Os índices do quarto trimestre de 2020 podem ter indicado uma recuperação da economia, ao menos no mercado de smartphones. Ryan Reith, vice-presidente do programa dessa pesquisa da IDC, comentou que “enquanto a maior parte do mundo está passando por lockdown ou aguardando um retorno à vida normal, as vendas de celulares estão voltando a crescer como se não houvesse a pandemia”. Sobre as considerações para o futuro, Ryan disse que a IDC acredita no crescimento da demanda e o mercado vai se recuperar rapidamente.

Retorno no quarto trimestre

Liderando o top 5 das empresas mais bem-sucedidas do final de 2020 está a Apple. Com o lançamento do iPhone 12, a marca teve o melhor resultado de vendas do período, apresentando um crescimento de 22%. Sua principal concorrente, a Samsung, ficou em segundo lugar no número de smartphones vendidos, porém cresceu pouco, apenas 6,2%.

A Xiaomi alcançou o terceiro lugar do pódio, com 43,3 milhões de aparelhos vendidos, representando um crescimento de 32%. A chinesa Oppo ficou logo atrás, com aumento de 10,7% nos resultados em relação a 2019. Já a Huawei ficou em 5º lugar nas vendas, porém esse dado não foi positivo, já que significou queda de 42,4%.

Peso de 2020

Mesmo que o último trimestre do ano passado tenha indicado uma recuperação do mercado de smartphones, os dados referentes ao ano não mostram o impacto da pandemia. Com a turbulência gerada pelo covid-19, 2020 teve uma queda considerável no total de vendas de smartphones.

Segundo o relatório da IDC, houve uma redução de 6% nas vendas globais. Isso impactou o resultado anual das marcas. Com exceção da Xiaomi (+17,6%), da Apple (+7,9%) e da Vivo (+1,5%), todas as demais marcas sofreram queda nos números. Ao final de março, deve sair o relatório do primeiro trimestre de 2021 e isso pode dizer melhor como o mercado está reagindo à pandemia e em que passo vai caminhar daqui para frente.

Via GSM Arena

Imagem de destaque: Scyther5/iStock