Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

A função deve ser parecida com aquela que ainda é controversa entre os tradicionalistas do Twitter. O Facebook está fazendo testes para acrescentar o recurso de threads (ou fios, como os próprios tuiteiros traduziram) à sua rede social. Isso apareceu em modo beta para alguns usuários e deve permitir que os autores estendam suas publicações.

As informações foram obtidas pelo leaker Matt Navarra que apresentou alguns prints de como o recurso deve funcionar. Segundo Navarra, a caixa de textos do Facebook ganhou um novo ícone: “adicionar ao seu último post”, em que indicará a criação das threads. Confira as imagens abaixo:

publicidade

publicidade

Além do vazamento, o Facebook já havia confirmado que trabalhava no recurso recentemente e, de acordo com o TechCrunch, a função de threads deve ganhar alguns aprimoramentos em relação ao Twitter, como um botão para visualizar as postagens em conjunto.  A aquisição pode se mostrar útil aos usuários da rede social, mas menos que o Twitter, já que o Facebook não conta com limite de caracteres, permitindo o famoso textão. A ideia é mais adicionar múltiplos links e imagens.

Além disso, o recurso também pode ressuscitar o empenho dos usuários nos comentários de eventos ao vivo no Facebook, levando à criação de threads para a cobertura de jogos, premiações entre outros.

Copia & cola

Apesar do tamanho e popularidade, o Facebook não é uma rede social conhecida por sua criatividade. Além das Threads, nos últimos anos, a rede de Mark Zuckerberg se empenhou em copiar recursos de outras plataformas como os Stories do Snapchat e os Reels do TikTok.

Mais recentemente, a rede social também divulgou que planeja expandir o seu alcance na produção de conteúdo, permitindo aos usuários a criação grupos para conversas por voz, além de uma plataforma de podcasts e outra para a criação de newsletter remuneradas entre os criadores.

Além disso, o Facebook anunciou mudanças nos posicionamentos estratégicos do Instagram que deixará de ser uma rede social de fotos para focar na produção de conteúdo em vídeo e nas apostas de market place.

As mudanças, por sua vez, não são exclusividade do grupo de Zuckerberg e o próprio Twitter também lançou novos recursos para permanecer competitivo no mercado.

Via Tech Radar

Imagem: iStock