Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Criado em 2015 pela Samsung, o programa de reciclagem de celulares antigos alcançou, até maio de 2019, números pouco expressivos para impactar positivamente a preservação do meio-ambiente. De acordo com relatório divulgado na página da empresa, desde o início da ação foram coletados 38 mil celulares usados apenas, ou 0,0019% do total de aparelhos comercializados pela fabricante sul-coreana.

O lado positivo dos dados divulgados no Dia da Terra (22/04) é que, apesar de o número total de pessoas que aderiram ao programa de reciclagem da Samsung ainda ser pequeno, ele cresceu substancialmente de 2015 a 2019. Enquanto nos primeiros três anos foram reciclados 27 mil celulares, entre janeiro e maio de 2019 outros 11 mil aparelhos antigos foram descartados de forma ecologicamente correta, um aumento de 160% no comparativo.

publicidade

Galaxy Upcycling at Home é alternativa

A Samsung mostrou, no início de 2021, que está preocupada em aumentar o número de celulares participantes de seu programa de reciclagem e lançou o Galaxy Upcycling at Home no finzinho de janeiro. A ideia do projeto é, literalmente, transformar seu aparelho velho (caso você não queira mesmo jogar fora) em algo útil para o ambiente doméstico.

Imagem mostra como funciona o programa de reciclagem da Samsung para celulares antigos

Divulgação/Samsung

Uma dessas funções é a transformação em um switch inteligente. Desta forma, o usuário conseguiria, por exemplo, controlar o sistema de iluminação da casa – se ele também for dotado de tecnologia smart. A empresa não revelou, no entanto, se apenas celulares serão compatíveis com o Upcycling, ou se isso será adotado no futuro ao já vasto ecossistema da casa inteligente.

Segundo a empresa, das mais de 50 milhões de toneladas de lixo eletrônico que são jogadas fora todos os anos, apenas 17% são recicladas. Por conta disso, e da expectativa de que o número aumente para 74 milhões de toneladas até 2030, a Samsung resolveu apostar algo em seu programa de reciclagem, e espera que os números apresentem evolução quando o novo relatório for divulgado.

“Impulsionada pelo desejo de manter nosso planeta limpo para as gerações futuras, a Samsung Electronics se envolve regularmente em esforços ecologicamente conscientes que estão ajudando a estabelecer uma economia circular. A empresa está constantemente explorando maneiras de reduzir o impacto de seus produtos no meio ambiente, incluindo aumentando a expectativa de vida dos produtos e liderando os esforços para reciclar seus recursos”, informou a empresa, em nota.

publicidade

Preocupação “verde” ou economia?

O relançamento – e aperfeiçoamento – do programa para reciclagem de celulares velhos pode até ser uma resposta da Samsung para quem acusou a empresa de ter tirado os acessórios da caixa do Galaxy S21 apenas por questões de economia.

A fabricante sul-coreana, assim como fizeram a Apple, com o iPhone 12, e a Xiaomi, com o Mi 11, assegurou, no entanto, que a decisão foi baseada no meio-ambiente. “Descobrimos que cada vez mais usuários do Galaxy estão reutilizando acessórios que já possuem e fazendo escolhas sustentáveis em suas vidas diárias para promover melhores hábitos de reciclagem. Para apoiar nossa comunidade Galaxy nesta jornada, estamos fazendo a transição para a remoção do plugue do carregador e dos fones de ouvido em nossa mais recente linha de smartphones Galaxy”, informou a Samsung.

Via GizmoChina e Neowin

Imagem: Annca Pictures/Pixabay/CC