Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

A Samsung aproveitou o hype causado pelo lançamento da nova linha Galaxy S21 sem acessórios e carregadores na caixa para tentar mostrar que sua preocupação ambiental é pra valer. A empresa reativou um programa que ensina a reciclar e reaproveitar celulares antigos. A ideia do Galaxy Upcycling at Home é, literalmente, transformar seu aparelho velho (caso você não queira mesmo jogar fora) em algo útil para o ambiente doméstico. “Upcycling” sendo uma mistura de recycling com upgrade – o que a Samsung quer dizer atualizar para reciclar o celular, digamos assim.

Em um vídeo apresentado durante a CES 2021, a empresa sul-coreana abordou o tema sustentabilidade. “Talvez o maior desafio à frente da humanidade seja o de coexistir com a natureza. Se nós queremos florescer, a natureza deve florescer também.” O vídeo também é ilustrado com imagens da natureza em meio às informações sobre a importância da tecnologia para os tempos atuais, mas com um alerta sobre a quantidade de lixo eletrônico que acaba sendo descartada de forma incorreta justamente pelo avanço das empresas deste setor. Não custa lembrar que, recentemente, a Apple e a Amazon foram cobradas pelo governo do Reino Unido justamente pela enorme produção de lixo eletrônico.

publicidade

A Samsung diz, em seu vídeo institucional, que “a boa notícia é que algumas companhias estão trabalhando para reduzir o descarte com programas como o Upcycling”. A iniciativa de incentivar as pessoas a reciclar celulares, aliás, não foi lançada nessa edição da CES 2021, mas retomada. Ela surgiu em 2017, de uma forma diferente, adaptando celulares abandonados em comedouros para cães e em aparelhos de diagnóstico para problemas oculares. Agora, o foco é trabalhar uma gama mais ampla e, por isso, a inclusão do “Home” ao nome do projeto.

Reciclar é criar novas funções para celulares

No mesmo vídeo em que apresentou o renovado projeto ao público do CES 2021, a Samsung sugeriu formas de reciclar e reutilizar celulares antigos. No caso, um Galaxy foi transformado em um monitor para o quarto do bebê. Para tanto, o smartphone seria equipado com a capacidade de monitorar os sons da criança, detectar quando ela acorda ou chora e, então, enviar uma notificação para o celular atual do papai ou da mamãe.

Outra função que pode ser aplicada a um celular velho e sem uso na reciclagem caseira é a transformação em um switch inteligente. Desta forma, o usuário conseguiria, por exemplo, controlar o sistema de iluminação da casa – se ele também for dotado de tecnologia smart. A empresa não revelou, nem no vídeo e nem por meio de comunicados oficiais, no entanto, se apenas celulares da linha Galaxy serão compatíveis com o Upcycling, tampouco se isso será adotado no futuro ao já vasto ecossistema da casa inteligente.

publicidade
Preocupação “verde” ou economia?

O relançamento – e aperfeiçoamento – do programa para reciclar celulares velhos pode até ser uma resposta da Samsung para quem acusou a empresa de ter tirado os acessórios da caixa do Galaxy S21 apenas por questões de economia.

A fabricante sul-coreana, assim como fizeram a Apple, com o iPhone 12, e a Xiaomi, com o Mi 11, assegurou, no entanto, que a decisão foi baseada no meio-ambiente. “Descobrimos que cada vez mais usuários do Galaxy estão reutilizando acessórios que já possuem e fazendo escolhas sustentáveis em suas vidas diárias para promover melhores hábitos de reciclagem. Para apoiar nossa comunidade Galaxy nesta jornada, estamos fazendo a transição para a remoção do plugue do carregador e dos fones de ouvido em nossa mais recente linha de smartphones Galaxy”, informou a Samsung.

Via Nexpit