Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Nos últimos anos a Sony Xperia saiu do sufoco ao ponto de a empresa quase fechar as portas da sua divisão de celulares, como aconteceu com a LG. Mas conseguiu um caminho estável de obtenção de receitas. A empresa reformulou o portfólio e ofereceu smartphones mais competitivos em câmeras, design, e performance. Mas sua política de atualizações mostra que nem tudo mudou para melhor. Isto porque foi revelado o cronograma de software para o Xperia 1 III.

A empresa vinha sendo criticada em fóruns e redes sociais após o portal oficial nos Países Baixos sugerir que o Xperia 1 III teria apenas um ano de atualizações. A japonesa, porém, foi rápida em desmentir a informação — mas não ofereceu perspectivas melhores. Em comunicado, disse que o smartphone contará com dois anos de updates.

publicidade

Com isso, é esperado que o Xperia 1 III seja atualizado até o Android 13. E só. Não é muito, principalmente quando falamos de um celular que custa US$ 1,3 mil. Nesta mesma faixa de preço, Samsung e Apple oferecem tops de linha que recebem três ou mais atualizações. A sul-coreana, inclusive, leva três upgrades de Android até para alguns Galaxy A — que custam entre US$ 400 e US$ 600 lá fora. Comparado a Apple, o abismo é maior: a média atual dela é de seis anos de suporte de software — para aparelhos iniciados em US$ 400.

Com hardware que oferece o Snapdragon 888 combinado com até 12 GB de RAM e 256 GB de espaço interno, o Xperia 1 III terá vendas iniciadas em agosto. O preço já é superior ao de concorrentes diretos, e com esta notícia, alguns poderão se afastar do modelo. Se a estratégia de atualizações da Sony impactará seus negócios a longo prazo, só o tempo dirá. Fato é que a indústria vem se movimentando para ampliar a cobertura de software — e isto com certeza não é em vão.

Via XDA Developers

publicidade