Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Duas semanas após lançar os modelos 2021 dos smartphones Xperia, a Sony traz um importante registro de lucro alcançado pela linha em 2020. O resultado pode servir como grande motivador para os planos da empresa, mantendo a multinacional japonesa no mercado global de celulares.

Conforme seus últimos relatórios, a Sony apresentou balanço positivo em um ano fiscal pela primeira vez desde 2017, confirmando suas próprias expectativas anunciadas em 2020. Desde aquele momento, a japonesa já tinha compreensão da complicada situação em que o mercado de smartphones (e ela) se encontrava, com o surgimento da pandemia da Covid-19 impactando nas perspectivas. Porém, a Sony mantinha boas impressões sobre seus celulares, principalmente com relação aos dispositivos de baixo custo nos anos de 2020 e 2021.

publicidade

Cortes ajudaram no resultado

Um detalhe essencial a ser considerado no atual saldo registrado no azul pela empresa tem a ver com o que impulsionou o lucro da linha Xperia. Com apenas 2,9 milhões de unidades vendidas em 2020, houve uma queda nas vendas em comparação com os 3,2 milhões de smartphones comercializados em 2019. Entretanto, a Sony realizou nos últimos anos uma aguda redução de custos, tanto na produção dos aparelhos como em sua área operacional mobile. Talvez, aí está o fator principal do aparente sucesso alcançado e que pode estar ligado à estratégia adotada pela empresa. Em moeda, os negócios da Sony com mobiles registraram um lucro de 27,67 bilhões de ienes (R$ 1,36 bilhão) no ano fiscal encerrado.

Agora, no primeiro trimestre de 2021, a linha Xperia vendeu 400 mil unidades, o que pode ser compreendido como um resultado estável quando comparado com o mesmo período do ano passado. Levando em consideração que os últimos anos para os celulares da Sony foram bem negativos, manter uma estabilidade já é um passo a seu favor. Ainda assim, as vendas dos três primeiros meses de 2021 foram bem menores que as mais de 1 milhão de unidades vendidas no último trimestre de 2020.

Via 9to5Google e PhoneArena

publicidade