Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Ao mesmo tempo em que trabalha em um futuro smartphone dobrável, e que já testa o MIUI 13, atualização de seu sistema operacional, a Xiaomi também está em vias de apresentar ao mercado seu mais novo flagship: Mi Mix 4. E um vazamento nesta sexta-feira (18/06) adiantou o que podemos esperar para um futuro próximo.

A principal novidade, ainda não confirmada oficialmente pela Xiaomi, deve ser a adoção de uma câmera sob a tela. A tecnologia já estaria pronta para ser implementada, e só não estaria definida porque interferiria diretamente na resolução final da tela.

publicidade

A tecnologia de câmera por baixo da tela ainda não decolou. O smartphone Axon 20 5G da ZTE foi o primeiro do mercado com o recurso, que nesse caso desapontou pela baixa qualidade e por apresentar soluções pouco inteligentes para esconder a câmera.

Caso a tecnologia de câmera sob a tela para selfies realmente seja adotada no Mi Mix 4, a resolução, então, seria inferior a 2K, encontrada em outros modelos da Xiaomi. A fabricante manteria, no entanto, um padrão superior ao disponibilizado nos smartphones com FHD.

Por dentro do Mi Mix 4

Imagem mostra como seria o Mi Mix 4, futuro flagship da Xiaomi

Se o design do futuro flagship deverá ser inovador, por dentro as especificações cogitadas são top de linha. A ideia da Xiaomi é equipar o Mi Mix 4 com o chipset Snapdragon 888, top de linha da Qualcomm, sob o capô.

publicidade

A bateria especulada é de 4500 mAh, que chegaria acompanhada de um carregamento rápido de 120W. O suposto carregamento de 200W, que também vem sendo trabalhado pela fabricante chinesa, também poderia ser implementado no Xiaomi Mi Mix 4, mas, por enquanto, nada oficial foi falado a respeito.

O preço do futuro flagship, aliás, também já foi cogitado. E é salgado. Segundo o vazamento mais recente, ele será mais alto do que o do Mi 11 Ultra. Para quem não se lembra, ele foi lançado por 69.999 rúpias na Índia (equivalente a R$ 4.736, na conversão direta).

O Mi Mix 4 foi anunciado oficialmente há 2 meses pelo próprio Lei Jun (CEO da Xiaomi), em um evento online. Jun não comentou nenhum detalhe sobre o produto, apenas disse que a empresa estava trabalhando em seu desenvolvimento.

Via My Smart Price

Imagem: My Drivers