Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Uma pesquisa realizada pela plataforma do Twitter no Brasil apontou que a rede social é o melhor local para a comunidade LGBTQIA+ se expressar. Com números contundentes apresentados, o estudo mostrou que o ambiente no Twitter é o mais acolhedor, onde a autenticidade é mais aceita.

Os resultados têm por base as respostas de 500 pessoas da comunidade LGBTQIA+ aqui do Brasil que usam o Twitter e que responderam questionários online no mês de março deste ano. A rede social foi considerada a preferida para conversas sobre temas relevantes, com espaço para ser dada visibilidade a assuntos importantes e engajamento em temas que dizem respeito à comunidade.

publicidade
Os números do estudo

Quatro em cada cinco pessoas LGBTQIA+ acreditam que a plataforma é um local onde as pessoas podem ser elas mesmas. São 79% das pessoas da comunidade que entram no Twitter para compartilhar suas experiências, seus próprios pensamentos e opiniões.

75% dos entrevistados consideram que o Twitter permite à comunidade criar a sua própria narrativa. Nessa linha, quase 70% acreditam que a rede social é onde as pessoas LGBTQIA+ se sentem confortáveis para expor suas próprias ideias e opiniões, chegando a 73% dos entrevistados considerando que o Twitter possibilita unir as pessoas da comunidade.

Mais de 70% acham o Twitter a melhor plataforma de todas

O estudo trouxe que 72% das pessoas LGBTQIA+ veem o Twitter melhor do que outras plataformas no quesito “conteúdos sobre minha comunidade”. A razão mais citada foi “público mais jovem/aberto/diverso”, seguida de “liberdade para ser quem sou” e “diversidade de opiniões”. Neste ponto, é interessante notar que outras plataformas têm, pelo menos, se preocupado com o tema. Por exemplo, quando nos lembramos que o Tumblr se anunciou como plataforma mais Queer da internet no mês passado após implementar uma política anti-NSFW.

Sobre o tipo de uso que as pessoas da comunidade LGBTQIA+ fazem dentro da plataforma, 83% afirmaram que se conectam para ver tweets engraçados ou virais voltados à comunidade. Já 81% seguem notícias, assuntos e causas, 79% buscam se conectar a outras pessoas e 67% seguem líderes e influenciadores relacionados à causa.

publicidade

Neste Mês do Orgulho LGBTQIA+, reforçando o apoio à comunidade, o Twitter Brasil lançou um emoji especial, com um arco-íris estilizado que aparece quando o usuário tweeta com a hashtag #OrgulhoSempre. Para não ficarmos só em plataformas de rede social neste mês tão importante, podemos citar uma atualização da TIM em seu app de teclado consciente. Na ferramenta voltada para o combate ao preconceito, 500 termos LGBTfóbicos foram inseridos na atualização mais recente. E não podemos nos esquecer da Apple, que lançou uma edição especial de pulseiras em homenagem ao Mês do Orgulho LGBTQIA+ para seu Apple Watch.

Via Observatório G

Imagem: Brett Sayles/Pexels/CC