Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Como previsto, a Huawei lançou nesta quarta-feira (02/06) no evento do HarmonyOS, o Huawei Watch 3, novo smartwatch da marca, recheado de novidades. A primeira delas, também já comentada previamente, é a utilização do novo sistema operacional da empresa, que chega para livrar a fabricante de qualquer dependência do Google, e que também será adotada nos futuros celulares da Huawei.

A fabricante não mandava um smartwatch ao mercado desde o ano passado. Agora, com o Watch 3, a Huawei dará aos consumidores duas opções de escolha: o tradicional e o Huawei Watch 3 Pro, com diferenças no visual e em algumas especificações, melhores na versão mais completa.

publicidade
Configurações similares

Ambas as versões do Huawei Watch 3 têm configurações similares de software e hardware. A começar pela tela de 1,43 polegadas AMOLED, que pode atingir 1.000 nits e mantém a densidade de pixels em 326 ppi. Uma alteração visual bastante significativa é a inclusão de uma coroa giratória 3D no lugar do botão superior direito. Segundo a fabricante, ela “permite uma maneira intuitiva de navegar na interface, é resistente às intempéries e funciona com as mãos molhadas e até mesmo com luvas, ao contrário das telas sensíveis ao toque”.

O corpo do relógio inteligente mede 46,2 mm de diâmetro e 12,15 mm de espessura. Sem a pulseira, o wearable pesa 54g. A Huawei criou vários designs diferentes para o Watch 3 em sua versão de entrada, chamados de Active (com pulseira de silicone), Classic (pulseira de couro), Elite (pulseira de metal) e Classic (pulseira de Milan, ou couro italiano).

Imagem mostra Huawei Watch 3, que chegou nesta quarta-feira em duas versões diferentes

Ambas as versões permitem que o Huawei Watch 3 possa ser usado de maneira independente de um smartphone. Isso significa que, por meio de um e-SIM, é possível fazer e receber chamadas, instalar aplicativos da lojinha HarmonyOS, baixar e ouvir músicas diretamente no relógio inteligente. Apesar de não ter divulgado qual o processador utilizado, a Huawei informou que ele tem 2 GB de RAM, e o Watch 3 suporta 16 GB de armazenamento interno.

publicidade

Há também funcionalidades ligadas à saúde e, claro, à prática de exercícios físicos. O Huawei Watch 3, tanto na versão de entrada quanto na Pro, tem rastreadores de frequência cardíaca e oxigenação no sangue, sensor de temperatura, sono e estresse, acompanhamento de 100 atividades físicas diferentes, incluindo 17 profissionais e, até, detecção de queda. Por meio desta funcionalidade, é possível usar o GPS e enviar um SOS no caso de você se machucar.

As diferenças

Como citado anteriormente, há algumas diferenças entre a versão de entrada do Huawei Watch 3 comum e a sua versão Pro, que impactarão, obviamente, no preço que será cobrado por cada uma delas quando as vendas efetivamente se iniciarem. A primeira é em relação aos materiais usados na construção das variantes dos relógios inteligentes.

Enquanto a comum tem o corpo feito de aço e a parte traseira de cerâmica, a versão Pro, mesmo mantendo o fundo de cerâmica, tem o restante trabalhado em titânio, mais resistente que o aço. O visor é protegido por vidro safira, e é maior que o da variante comum, medindo 48 x 48,6 x 14 mm, e pesando 63 gramas (sem a pulseira).

Imagem mostra Huawei Watch 3 Pro

A duração da bateria é outro ponto diferente entre as versões do Huawei Watch 3. Enquanto a de entrada promete autonomia de 3 dias com o 4G habilitado, podendo ser esticada para até 14 dias no modo Ultra-Long Lasting, a variante Pro assegura até 5 dias com o uso do 4G e amplia para 21 dias a duração da bateria no modo mais longo.

A pré-venda dos novos relógios inteligentes da Huawei já começou, e os preços sugeridos pela fabricante em seu site oficial são de 2.600 yuan para a versão de entrada (R$ 2.084, na conversão direta), e de 3.300 yuan (R$ 2.645) para a Pro. A fabricante informou ainda que os smartwatches serão entregues a partir do dia 11 de junho, sexta-feira da próxima semana.

Via GSM Arena