Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

O Google Pixel 6 deve chegar no segundo semestre desse ano, e depois de vários vazamentos que revelaram um design surpreendente, novos detalhes sobre suas câmeras estão sendo revelados. De acordo com o leaker do Twitter FrontTron, os modelos da linha Pixel 6 devem contar com um sistema de estabilização gimbal, além de um processador de imagem personalizado do Google e melhorias no modo de gravação de vídeo.

O sistema de estabilização gimbal já foi visto em modelos da LG e da chinesa Vivo. O objetivo é permitir a gravação de vídeos sem vibração ou ruído. A linha Pixel é reconhecida pela qualidade de suas câmeras na hora de fazer fotos, mas a gravação de vídeos decepciona quando comparado a outros flagships, o objetivo com o novo modo é superar isso no 6.

publicidade
Câmeras do Google Pixel 6

Imagem mostra detalhes do novo Google Pixel 6

Imagem: Jon Prosser/Rendersbyian

O sensor deve ser feito pela Samsung, mas com uma personalização exclusiva para o Google. O objetivo é que o módulo seja adaptado ao novo chip Whitechapel, desenvolvido para os produtos da gigante das buscas também em parceria com a sul-coreana.

Renderizações vazadas indicam que o modelo deve ter duas câmeras traseiras (sendo uma delas da Samsung) e uma lente periscópio. Apesar disso, a resolução dos sensores ainda não foi revelada. O aparelho deve contar ainda com uma tela plana QHD + de 6,67 polegadas com taxa de atualização de 120 Hz e um pequeno furo para a câmera de selfie.

Além das câmeras, outra novidade do Pixel 6 deve ser seu próprio chip, batizado provisoriamente como Whitechapel. A expectativa é que o processador seja equivalente ao Snapdragon 870 e deve ter um foco em aprendizado de máquina e inteligência artificial. A ideia é que ele seja otimizado para se adequar melhor as novidades do Android 12 e aos serviços do Google, como o Assistente.

Via 91 Mobiles