Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

O Google registrou uma patente de uma tecnologia de câmera sob a tela que pode ser utilizada na próxima geração de smartphones Pixel. O projeto inclui um sistema de lentes em prisma que se alterna entre a exibição das imagens da tela e a captura de fotos e vídeos.

O pedido de patente do Google foi descoberto pelo portal holandês Let’s Go Digital e detalha o uso de uma unidade de prisma rotativo que pode refratar a luz de duas maneiras. À esquerda, o Google coloca um sensor de imagem e outros sensores de reconhecimento para capturar imagens e ativar a função de sensor biométrico. No entanto, quando este sistema está desativado, as lentes viram para a direita e projetam uma tela secundária no recorte da câmera frontal da tela principal, o que dá a impressão de que é um painel de tela contínuo.

publicidade
Google patenteia tecnologia de câmera sob tela. Reprodução: Lets'Go Digital

Dispositivo sob tela deve camuflar a câmera para a exibição de imagens. Reprodução: Lets’Go Digital

De acordo com o Let’s Go Digital, o Google teria entrado com o pedido de patente internacional para o modelo de câmera sob tela em setembro de 2020 e obteve a certificação para o projeto na última semana.

Em outras palavras, o projeto apresenta uma maneira de camuflar o notch do smartphone sem que a saída da lente interfira na exibição das imagens. Esta não é a primeira tecnologia de câmera sob tela que vemos no mercado, além do Google, a chinesa Oppo e a Samsung também estão desenvolvendo projetos similares.

Futuro incerto
Google patenteia tecnologia de câmera sob tela. Reprodução: Lets'Go Digital

Reprodução: Lets’Go Digital

Vale lembrar que o registro de uma patente não é uma garantia para vermos a tecnologia produzida em breve. O Google ainda tem muitos desafios pela frente, como o levantamento de custos de produção, viabilidade de manutenção destes mecanismos entre outros procedimentos que interferem no resultado de um smartphone.

Caso seja implementada na próxima geração de smartphones Pixel, a solução também marcará o retorno da tecnologia de reconhecimento facial para a linha, uma vez que o sistema foi deixado de lado no Pixel 5 para dar lugar a um dispositivo de reconhecimento biométrico.

publicidade

Via My Smart Price