Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Desde o lançamento do Android 11, as empresas de celular têm participado de uma espécie de corrida contra o tempo, ao tentar trazer a nova versão do sistema operacional para seus dispositivos o mais rápido possível. Dentre elas, podemos destacar as investidas recentes da Asus e da Xiaomi, além da Samsung, que agora disponibilizou sua interface One UI 3.0, baseada no Android 11, para o Galaxy A21s.

A Samsung planejava liberar o Android 11 para seus celulares e tablets apenas em maio, mas, assim como ocorreu com o Galaxy Tab S6 e o Galaxy A50s recentemente, ela conseguiu adiantar o processo. A lista dos smartphones Samsung já com Android 11 é razoável, aliás. Desde fevereiro, a maior parte do mundo teve acesso ao Android 11 em toda a linha Galaxy S20 e em toda a linha Galaxy Note 20.

publicidade

Da popular linha Galaxy A, outros nomes da lista são o A51 e o A71 nas versões 5G, em fevereiro, e o A40, em março. Os dobráveis Galaxy Z Flip e Flip 5G, bem como o Galaxy Fold e o Z Fold 2, também receberam a atualização.

Exclusividade sul-coreana

Entretanto, até o momento, a atualização do Galaxy A21s se restringiu somente à Coreia do Sul, terra natal da empresa. Além da atualização do sistema operacional, que já foi instalada em parte considerável dos smartphones dos EUA, os usuários coreanos do smartphone de entrada também receberam um patch para aumentar a segurança no dispositivo.

Contudo, tanto essas atualizações quanto a atualização do Galaxy A21s levantam dúvidas. A primeira delas diz respeito à escolha da empresa: por que optar pelo Galaxy A21s para receber o Android 11? Basicamente, o motivo é pela popularidade do modelo, que encontra grande apoio de consumidores menos exigentes ou que não necessitam de um celular muito potente.

Outra dúvida, e a principal no momento, diz respeito às consequências dessa antecipação. Será que a Samsung pretende repetir isso fora da Coreia do Sul? E no caso do Brasil? Claro que ainda é cedo para dizer, e para falar a verdade não sabemos as respostas para essas perguntas, mas temos esperança de que a antecipação signifique que não teremos que esperar até maio pelo Android 11.

publicidade

Via Phone Arena e Sam Mobile

Imagem: Vida Celular