Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

A nova patente no USPTO (United States Patent & Trademark Office) é chamada Scene Camera. E seu objetivo é prover o futuro Apple Glass com hologramas. Não um filtro nas lentes, mas uma projeção.

“Os sistemas de realidade virtual podem exibir cenas estereoscópicas para os usuários, a fim de criar uma ilusão de profundidade, e um computador pode ajustar o conteúdo da cena em tempo real para fornecer a ilusão do usuário se movendo dentro dela”, diz o texto. A patente não especificou como os hologramas seriam inclusos dentro do sistema do Apple Glass nos designs que vêm sendo desenvolvidos para os futuros óculos inteligentes. Ela indicou, no entanto, que para esse modelo em especial a Câmera de Cena seria montada por meio de projetores nas laterais do dispositivo, voltados para as superfícies internas das lentes.

publicidade

Imagem mostra patente registrada indicando que Apple Glass pode usar hologramas

“A lente inclui um meio holográfico gravado com um ou mais hologramas de transmissão que difratam uma parte da luz da cena que é direcionada aos olhos do usuário para a câmera de cena. Assim, a câmera de cena captura imagens do ambiente substancialmente da mesma perspectiva que os olhos do usuário”, explicou uma parte da patente.

Os hologramas seriam gerados no Apple Glass conforme o usuário se move. As câmeras de cena mudariam o que estão mostrando para deixar o ambiente 3D virtual cada vez mais real. As imagens podem, por exemplo, ser analisadas para localizar bordas e objetos na cena. Em algumas modalidades, as imagens também podem ser analisadas para determinar informações de profundidade para a cena. As informações obtidas a partir da análise podem, por exemplo, ser usadas para colocar conteúdo virtual em locais apropriados na visão mista da realidade fornecida pela retina diretamente no sistema de projetor”.

Ainda não há uma data exata para que os óculos da Apple cheguem ao mercado, mas, pelas várias patentes já registradas, que indicam, entre outras funções, a de ser autolimpante, destravar outros dispositivos da marca, detectar sons, escurecer as lentes e, até, corrigir problemas de visão, ele provavelmente será bem interessante (e não muito barato). Resta esperar pelos próximos capítulos… e patentes.

publicidade

Via Apple Insider

Imagem: Eternal Creative/iStock