Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

O aplicativo de mensagens Signal, conhecido pelo seu foco em segurança e privacidade, lançou uma atualização que permite a realização de videoconferências com criptografia de ponta a ponta. A novidade já está disponível tanto para a versão Android quanto para a versão iOS do app.

Essa é uma ótima notícia para quem se preocupa com a própria privacidade em apps de videoconferências, como o Zoom ou o Google Meet. O caso do Zoom com privacidade é ainda mais emblemática e conflituosa, motivo das polêmicas recentes envolvendo o aplicativo.

publicidade

Além disso, usuários do Signal não possuíam, até então, uma maneira de participar de videoconferências sem deixar de se preocupar com a segurança de seus dados. Embora alguns aplicativos venham se munindo recentemente de criptografia mais forte, como o Google Messages e o Google Drive, não havia um equivalente ao Signal ainda. Pelo menos não com o mesmo nível de confiança dos usuários.

Videoconferências seguras, mas limitadas

A má notícia é que, por enquanto, há um limite para o tamanho dos grupos que suportarão a videoconferência com criptografia. E é um limite baixo, de apenas cinco membros, que se torna ainda menor se lembrarmos que o Signal permite até 150 membros num só grupo. A boa notícia, entretanto, é que a empresa responsável pelo app afirmou que isso mudará em breve.

O Signal tem dois grupos de usuários, o grupo legado e o grupo novo. Ambos os grupos coexistem atualmente na plataforma e se diferenciam pelas funções oferecidas. Enquanto o primeiro é bem básico, o segundo oferece ferramentas como menções e a função de administrador do grupo, por exemplo.

A princípio, o grupo legado não terá as videoconferências com criptografia, mas isso não chea a ser um problema. O anúncio das videoconferências criptografadas no Signal foi acompanhado pela informação de que todo o grupo legado será automaticamente transformado no novo.

publicidade

Assim como a expansão das videoconferências criptografadas para além de cinco participantes, essa mudança nos grupos deve levar algum tempo, segundo a empresa. Só nos resta torcer para que essas atualizações sejam completadas em breve.

Via Engadget.