AndroidHuawei P50 Pro aparece em imagem criada a partir de patente

Lucas Soares3 meses atrás6 min

Uma imagem do Huawei P50 Pro apareceu na internet, mostrando como pode ser o futuro topo de linha que a Huawei vai lançar no ano que vem. O mock-up do design do smartphone foi criado com base em registros de patente, e assim, é muito provável que ele venha a ter várias mudanças na versão final do dispositivo. De qualquer forma, já dá para termos uma ideia do que podemos esperar. O destaque fica para a quase completa ausência de bordas, além do conjunto de câmeras circular.

Na parte traseira, o conjunto de câmeras dentro de um círculo preto chama bastante atenção, especialmente por ter um dos cantos recortados. O celular deve contar com quatro sensores no módulo principal. Lembrando que a própria Huawei confirmou que está tudo bem com a parceria de sucesso com a Leica para produção de câmeras, o que deve ser mantido no Huawei P50.

Além disso, o smartphone mostrado na imagem deve utilizar telas Samsung Display e LG Display. As fabricantes estão se preparando para produzir a demanda do P50 Pro, mas não se sabe se os displays também serão usados na futura linha Mate 50 da Huawei.

"Mock-up

P50 Pro deve contar com o processador Kirin 9000

O Huawei P50 Pro deve ser equipado com chip próprio, o Kirin 9000. O planejamento da Huawei é lançar o P50 Pro (e o P50) no primeiro semestre de 2021. Apesar disso, ainda é incerto se esse prazo poderá ser mantido. O motivo é que a gigante chinesa vem enfrentando muitos problemas para produção de chipsets desde que foi proibida de negociar com a TSMC e com a Qualcomm.

De qualquer forma, a empresa chinesa ainda tem um bom estoque de seus processadores, produzidos nas fábricas da TSMC. Resta saber se os chips estocados conseguirão dar conta da demanda da linha P50 Pro e outros dispositivos. É curioso também pensar como a marca vai conseguir inserir esses processadores na série Mate e outras futuras, visto que uma hora esse estoque irá acabar.

Problemas causados pelo veto podem atrasar smartphone

A Huawei está impedida de utilizar equipamentos da Qualcomm (fabricante do Snapdragon) e outros fornecedores devido a restrições causadas pelo veto dos EUA. A chinesa vem travando uma grande batalha judicial contra os EUA. Diversas empresas norte-americanas colocaram restrições. Incluindo o Google, que limitou os serviços do Android nos aparelhos da marca.

A Huawei foi acusada (sem provas) pelo governo dos EUA de espionar países do ocidente a serviço do governo chinês. Pressões da Casa Branca já fizeram com que a companhia fosse barrada do 5G em países da Europa, como França e Reino Unido. A expectativa é de que a situação fique mais fácil com a derrota de Donald Trump nas eleições presidenciais, mas isso não quer dizer que o veto será revogado.

Via GizChina.