Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

A guerra comercial entre Estados Unidos e China chegou ao Brasil. Um assessor do país citou George Orwell, autor do clássico (e atualíssimo) livro 1984, durante evento em Brasília nesta quarta-feira. Além disso, o funcionário dos EUA afirmou que a China vigia o mundo por meio da tecnologia 5G da Huawei, Ele chegou ao ponto de comparar a situação com o praticamente onipresente e onisciente Big Brother citado no romance.

Keith Krach é subsecretário de estado dos EUA para o crescimento econômico, energia e meio ambiente. Ele está no país para se reunir com o assessor de segurança nacional, o general aposentado Augusto Heleno. O encontro tem por objetivo discutir a exclusão da Huawei do mercado 5G nacional. Essa é uma decisão que o governo está considerando seguir antes do leilão do 5G, de acordo com a Reuters.

publicidade

O assessor dos EUA afirmou que o partido comunista é uma ameaça real à democracia. Ele também pediu que as empresas brasileiras boicotem os equipamentos e o 5G da Huawei. Nas suas palavras: “eles estão tentando exportar a ditadura com suas ferramentas de vigilância.” Além disso, o subsecretário comparou a tecnologia 5G da Huawei com “a extensão daquela vigilância Orwelliana do Big Brother de 1984”. Vale lembrar que recentemente, a Romênia decidiu tirar a Huawei do processo de criação das redes 5G no país, o que certamente é reflexo da política externa da atual gestão dos EUA.

O que acontece por aqui

Na segunda-feira, o governo federal divulgou, por meio de nota do Itamaraty, apoio à proposta norte-americana Rede Limpa. Trata-se de uma aliança digital global que exclui tecnologia chinesa, e que é considerada como manipulada pelos EUA.

As principais operadoras nacionais estão testando os equipamentos da Huawei para 5G. A gigante chinesa negou ser um risco para a segurança e destacou que cumpre a legislação brasileira. Além disso, ela se colocou à disposição das autoridades para testes e esclarecimentos. Vale lembrar também que o assessor dos EUA não apresentou nenhuma evidência sobre a acusação de que a Huawei use a tecnologia 5G para vigiar o mundo como o Big Brother.

É claro que a tecnologia 5G vai fornecer uma conexão muito mais rápida para os usuários, mas toda essa incerteza política deixa no ar uma grande dúvida sobre os rumos do processo. Além disso, a Anatel, agência que regulamenta a telefonia celular no país, só deve fazer o leilão da frequência do 5G no Brasil no ano que vem.

publicidade

Via Reuters.