Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Uma nova patente da Samsung traz um smartphone extensível, possivelmente sendo o Galaxy Z Roll (ou Galaxy Z Slide), reforçando que a empresa está empenhada nesse tipo de celular. O telefone, de acordo com os documentos, é dotado de uma câmera embaixo da tela e suporte para S Pen, em um modelo semelhante ao visto em uma patente da Huawei, com um design que permite que a tela flexível se estenda e retraia.

Em sua forma mais compacta, este celular extensível da Samsung apresenta uma tela arredondada à esquerda. Na parte traseira, a metade direita do smartphone também tem uma superfície de tela. Graças à moldura estreita na lateral, parece haver duas telas, mas é uma grande tela flexível.

publicidade
imagem da patente com desenho do possível Z Roll

Reprodução/LetsGoDigital

O aparelho pode ser convertido facilmente em um formato de tablet. Visto de frente, o lado direito da tela pode ser puxado para fora, permitindo ampliar a superfície da tela em aproximadamente 40 a 50%. A interface do usuário é adaptada automaticamente de acordo com a forma como o dispositivo é colocado em uso.

imagem da patente do extensível da Samsung

Reprodução/LetsGoDigital

O designer Technizo Concept criou uma série de renderizações 3D para o pessoal da LetsGoDigital com base nas imagens de patentes e que podemos ver abaixo, no post do Mark Peters no Twitter (que, assim como nós, está ansioso pelo Galaxy Unpacked de amanhã).

Evitando atrito

No celular da patente, a Samsung usa um rolo para manter um certo espaço entre a tela flexível e os componentes internos do aparelho. Há um conjunto de “películas portadoras flexíveis/elásticas” ao redor do rolo que distancia da tela esse componente, evitando atrito. Já uma estrutura de dobradiças multi-link é implementada buscando eliminar rugas e fornecer uma tela plana.

Randomização criada a partir de patente do celular da Samsung

Reprodução/LetsGoDigital

A tela é sustentada por uma placa rígida, onde é puxada para fora e não é mais sustentada pela própria carcaça. Para beneficiar a robustez do extensível, a Samsung aplica uma moldura sobre parte da tela, que protege a lateral do dispositivo. O sensor de impressão digital será integrado abaixo da tela. O processo de roll-up e roll-out é automático e pode ser ativado pelo usuário com o apertar de um botão. Essa funcionalidade pode ser acionada por meio de um botão dedicado, mas também pode ser incorporada ao botão liga/desliga, que fica localizado na parte superior do celular.

Pelo projeto da patente, o telefone oferece uma espessura menor onde a tela flexível foi estendida, com apenas uma placa rígida sendo usada para suporte e não um quadro completo. Assim, o dispositivo pode oscilar no momento em que é colocado sobre uma mesa para ser usado. Este design também parece tornar mais fácil de manusear no modo paisagem, quando estendido. Outro detalhe no design é a tela extra na parte traseira, possibilitada pela forma como a tela de enrolar é armazenada na caixa. Ao que tudo indica, essa parte também pode permitir que sejam tiradas selfies com a câmera principal.

Design feito a partir de patente do celular extensível da Samsung

Reprodução/LetsGoDigital

Curiosamente, a patente da Samsung foi solicitada na Alemanha, sendo muito detalhada, em que todas as partes do celular são discutidas. A rica documentação permite presumir que a Samsung até já tenha desenvolvido essa tecnologia, mas ainda é necessário ter cautela sobre se efetivamente a empresa vai produzir um celular conforme posto aqui. A patente foi solicitada pela Samsung Electronics no Deutsches Patent em 29 de abril de 2021, e a documentação de 36 páginas foi lançada em 29 de julho de 2021 e também está incluída no banco de dados do World Intellectual Property Office (WIPO).

Via Android Authority e LetsGoDigital