Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

O YouTube está lançando novas ferramentas para ajudar os usuários a monetizar seus canais na plataforma, e o principal destaque é o Shorts Fund, um fundo de US$ 100 milhões (mais de R$ 500 milhões na conversão atual) que o YouTube vai distribuir entre criadores de conteúdo no Shorts em 2021 e 2022.

O Shorts é a resposta do YouTube ao TikTok, dando a possibilidade de fazer vídeos curtos de celular feitos sob medida para viralizar nas redes sociais, como acontece com o conteúdo do competidor chinês. Com o Shorts Fund, criadores poderão ganhar de US$ 100 (R$ 500) até US$ 10 mil (R$ 51 mil) por mês, dependendo das visualizações e engajamento dos espectadores nos vídeos. Criadores brasileiros estão inclusos no Shorts Fund, e não é preciso estar monetizando seu canal atualmente para receber os bônus.

publicidade

Segundo o YouTube, o Shorts Fund é o primeiro passo para estabelecer um modelo de monetização fixo para os Shorts e vídeos no geral na plataforma.

A segunda e terceira ferramentas de monetização do YouTube não são novidade. A maior parte da renda gerada por anúncios antes dos vídeos, e o valor das assinaturas do YouTube Premium, serão revertidas para os criadores da plataforma no geral.

Novas ferramentas de monetização

Com a quarta ferramenta, os criadores poderão oferecer vantagens e conteúdo exclusivos para assinantes de seu canal que pagarem uma taxa mensal. O valor da taxa é determinado pelo próprio criador.

publicidade

Em quinto, o YouTube está lançando a ferramenta de monetização Super Chat para lives e estreias. Com o Super Chat, fãs podem comprar mensagens coloridas que ficam destacadas no chat ao vivo dos vídeos, e a mensagem fica fixada no topo do chat por até 5 horas.

Ilustração do YouTube Super Thanks

A sexta ferramenta é o Super Thanks, onde os espectadores podem pagar para deixar um comentário em destaque abaixo dos vídeos, e os criadores podem responder esse comentários. Com a ferramenta Super Stickers, seguidores de um canal poderão comprar figurinhas diferentes, de vários preços, para colocar no chat de lives e estreias, com o valor revertido para o criador.

Super Stickers

A oitava ferramenta, Merchandise, vai permitir que os criadores mostrem seus produtos oficiais diretamente na página dos vídeos de seu canal. Os criadores também podem escolher entre 30 varejistas online de todo o mundo de onde vender seus produtos.

Voltada para entretenimento ao vivo, a nona ferramenta vai permitir aos criadores colocar um botão em seu vídeo levando para um site parceiro que esteja vendendo ingressos para seus shows.

A última ferramenta de monetização é o YouTube BrandConnect, que visa ajudar criadores e marcas a fazer conteúdo patrocinado na plataforma. O BrandConnect traz medições de engajamento e insights para conectar marcas a criadores que elas querem patrocinar.

Segundo o post no blog da plataforma, o YouTube pagou mais de US$ 30 bilhões para criadores, artistas e companhias de mídia na plataforma nos últimos três anos. O segundo trimestre de 2021 foi o trimestre em que o YouTube pagou mais criadores e parceiros em toda sua história.

Imagem: Christian Wiediger/Unsplash/CC