Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Uma pesquisa realizada pelo instituto americano Morning Brew-Harris destaca que a maioria dos consumidores de dispositivos de Realidade Aumentada (AR) e Virtual (VR) dos Estados Unidos prefere dispositivos do Google e da Apple em relação ao Facebook.

O estudo mostra que, dentre as principais desenvolvedoras de tecnologia VR/AR, Apple, Google, Samsung e Microsoft estão entre as favoritas, enquanto o Facebook segue à frente de marcas como Snapchat, LG, Playstation (Sony) e outras.

publicidade

Ao serem questionados sobre qual marca seria referência no desenvolvimento de produtos em VR, cerca de 35% dos consumidores responderam a Apple como a sua primeira escolha. Em comparação, apenas 5% dos usuários se lembraram do Facebook para o segmento. Além disso, ao serem questionados do que motivou a escolha, os consumidores que escolheram a Apple alegaram se tratar de uma questão de confiança.

Reflexo nos planos do Facebook

A pesquisa ainda destaca que a pouca afinidade do público VR/AR ao Facebook pode ser uma pedra no caminho dos planos de Mark Zuckerberg. O criador da rede social considera as tecnologias de realidade aumentada como o próximo passo evolutivo da internet.

Além de adquirir a empresa de hardwares especializada em óculos VR/AR Oculus, hoje, aproximadamente 1/5 dos profissionais do Facebook estão alocados em projetos de realidade aumentada. Na última semana, inclusive, Zuckerberg chegou a anunciar o projeto Metaverso, uma divisão de estudos que se dedicará pelos próximo cinco anos ao desenvolvimento de uma plataforma de interação 100% virtual e imersiva dos produtos do Facebook.

De acordo com Zuckerberg, a ideia é que os usuários passem a ter experiências aprofundadas em ambiente AR podendo transitar e interagir com outros usuários em ambientes digitais. Caso seja bem-sucedido, o projeto (que mais parece os planos de algum personagem de filme de sci-fi) deve transformar a forma como Facebook ganha dinheiro, passando de uma empresa de mídia para o que Zuckerberg define como: “uma empresa metaversa”. Resta saber como a empresa aumentará a sua popularidade entre os consumidores da tecnologia.

publicidade

Via The Harris Poll

Imagem: Maxim Hopman/Unsplash