Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Segundo relatório recente trazido pela consultoria Counterpoint Research, o mercado de smartphones na Índia se manteve resiliente em tempos de pandemia, ultrapassando 33 milhões de remessas, com a Xiaomi liderando entre as marcas e a Samsung encolhendo. Os indianos são, inegavelmente, um dos maiores mercados de telefonia móvel no mundo e, por esse motivo, é sempre muito importante observar como estão os ânimos por lá.

Os dados revelam um aumento anual de 82% nas remessas e um declínio sequencial de 14% devido à segunda onda da Covid-19. A Xiaomi manteve a liderança com 28,4% do mercado, enquanto a segunda colocada Samsung perdeu um espaço considerável, encolhendo para apenas 17,7% das vendas. A coreana possuía 25,7% do bolo no mesmo período do ano passado.

publicidade
dados de participação das empresas de smartphones no mercado da Índia

Imagem/Counterpoint Research

A Vivo, em terceiro lugar, sofreu um encolhimento um pouco menor, alcançando 15,1% em participação contra 17,1% que registrava no primeiro semestre de 2020. Enquanto isso, Realme, Oppo e outras empresas de menor expressão tiveram um aumento bastante significativo no mercado indiano.

Chinesas são as donas do pedaço

Se considerarmos que Realme, Oppo e a líder do mercado premium da Índia, OnePlus, são do mesmo grupo BBK Electronics, os números seguem em linha com o que trouxemos dias atrás. Juntas, as empresas da BBK seriam atualmente, o segundo maior fabricante de celulares do mundo, ou seja, o sucesso na Índia enquanto a Samsung encolhe no país tem sua lógica, especialmente pelos preços mais baixos de algumas das marcas.

As marcas chinesas detêm 79% de participação nas remessas de smartphones no país. A Xiaomi (que inclui a Poco) liderou o mercado e, tirando a segunda colocada coreana, apareceram as outras chinesas Vivo, Realme e Oppo. A série Redmi 9, bem como a série Redmi Note 10, conduziram as remessas para a Xiaomi, enquanto as séries Galaxy M e F, com fortes vendas online, foram os destaques da Samsung.

Vale citar que a participação dos smartphones 5G está em constante aumento na Índia, ultrapassando 14% no trimestre encerrado em junho. A Realme foi a principal marca de smartphones 5G, com 23% de participação, seguida pela OnePlus que, como falamos acima, liderou o mercado de smartphones de primeira linha, alcançando uma participação de 34%, impulsionada pela sua recém-lançada Série 9.

publicidade

Via SamMobile