Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Depois de a Xiaomi superar a Apple e assumir a vice-liderança em vendas na Europa no início de maio, agora chegou a vez de outra fabricante chinesa, a Oppo, deixar a empresa americana para trás e assumir o posto de segunda maior fabricante de smartphones do mundo, isso se considerarmos as outras marcas do grupo, todas de propriedade da BBK Electronics. Os dados mais recentes foram divulgados nesta terça-feira (20/07) pela consultoria Counterpoint Research.

O relatório apontou que o conglomerado formado por Oppo, OnePlus e Realme, e que é capitaneado pela primeira, ficou atrás apenas da Samsung em participação no mercado em maio deste ano, data do levantamento mais recente. A Oppo (e suas afiliadas) ficaram com uma fatia de 16% do total de venda de celulares, contra 15% da Apple e 14% da Xiaomi.

publicidade

Jene Park, analista sênior da Couterpoint Research, analisou o cenário e não teve dúvidas em apontar que a Oppo, contando com o apoio das submarcas, vai se tornar a empresa chinesa mais forte do planeta depois do surgimento (e agora da queda) da Huawei. “As vendas globais combinadas de smartphones da Oppo e de suas subsidiárias ultrapassaram a Apple e a Xiaomi em abril e maio, levando o fornecedor para o segundo lugar globalmente. Este é o resultado combinado de sua estratégia multimarcas, que inclui o OnePlus premium e uma gama mais acessível”.

Imagem mostra gráfico relatando crescimento de vendas da Oppo no comparativo com Apple e Xiaomi

Cenário esperado

A análise da Counterpoint Research em cima dos dados que configuraram a Oppo à frente da Apple como segunda maior fabricante do mundo no setor de celulares mostrou que o crescimento da fabricante chinesa já era esperado. De acordo com os dados, a Oppo vem inundando o mercado com lançamentos para todas as faixas de preço (contando com o apoio da Realme e da Oneplus).

Imagem mostra gráfico com vendas da Oppo, na divisão por submarcas

publicidade

Por outro lado, a Apple não colocou nenhum smartphone novo no mercado desde o fim do ano passado, pois está apostando suas fichas na chegada da família iPhone 13, em setembro ou, mais tardar, outubro. Vale lembrar que, na família Oppo, a divisão das vendas aponta que a marca, especialista em aparelhos intermediários e de entrada, foi a que mais vendeu, com 10% do total de 16%. A Realme, também com foco distante dos flagships, ficou com 5%, enquanto a OnePlus respondeu por 1% das vendas das marcas.

Via Phone Arena

Imagem: Gerd Altmann/Pixabay/cc