Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

O TikTok já expandiu o tamanho dos vídeos que podem ser publicados na plataforma, e agora parece testar novas formas de monetização para os usuários. O serviço da ByteDance — que está vendendo a inteligência artificial do aplicativo a interessados — está testando o Shoutouts, um canal onde usuários poderão comprar mensagens personalizadas de criadores de conteúdo, um serviço semelhante ao Cameo.

Aparentemente o TikTok Shoutouts está em testes bem restritos na Turquia, e com pelo menos uma usuária em Dubai, a criadora de conteúdo “Buketyildirims”, que tem uma comunidade de um milhão de seguidores. No seu perfil, a ferramenta anuncia que ele pode criar vídeos personalizados por 250 moedas do serviço.

publicidade
Captura de tela do TikTok Shoutouts

Captura de tela do TikTok (Reprodução: Business Insider)

Já as moedas do TikTok não são novidade e podem ser compradas com dinheiro real para envio de figurinhas durante lives. A depender do sticker selecionado, o influenciador que está ao vivo recebe uma porcentagem do valor do adesivo. Aparentemente o Shotouts continuará abraçando a moeda digital da ByteDance, ao invés de cobrar diretamente no cartão dos usuários.

Esforço de monetização direta das redes sociais vem crescendo

Pelas poucas informações disponíveis, o TikTok Shoutouts funcionará no seguinte fluxo: o usuário solicita a gravação personalizada — por um valor determinado pelo influencer no seu perfil — e este tem três dias para decidir ou rejeitar a solicitação. Em caso positivo, o criador de conteúdo envia a gravação e a plataforma pode demorar até uma semana para revisá-la e disponibilizá-la.

Por enquanto, o TikTok não falou de forma pública sobre o Shoutouts. Se ampliado e lançado oficialmente, o recurso se somará a outros movimentos de redes sociais visando a monetização direta de suas plataformas: o Twitter, por exemplo, já promove Spaces pagos e pretende lançar o Twitter Blue. E já seleciona interessados para o Super Follow. Instagram irá pelo mesmo caminho com os Exclusive Stories — e quem sabe até NFTs.

Via Business Insider e Buzzfeed News

publicidade