Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Não faz muito tempo que o site de certificação 3C, da China, vazou que o carregamento do Galaxy S21 FE (Fan Edition) seria superior ao disponibilizado pela Samsung no S20 FE. Nesta quarta-feira (30/06), a FCC, outra agência regulatória com funções similares à nossa Anatel, foi além.

De acordo com o órgão que atua nos Estados Unidos, o S21 FE sairá de fábrica com duas opções de carregamento, uma delas superior até mesmo à encontrada no top de linha da família de flagships, o S21 Ultra. Isso será possível porque o S21 FE foi certificado para suportar dois carregadores: o EP-TA800 e o EP-TA845.

publicidade

O primeiro indica um carregador de 25W (superior ao do S20 FE, que é o padrão “turbo” 15W), enquanto o segundo modelo dará ao S21 FE o recurso de carregamento de 45W, que também é compatível com a linha Note 10. É importante ressaltar que, como de costume nos últimos lançamentos da Samsung, nenhum dos dois carregadores será disponibilizado na caixa quando o lançamento do S21 FE efetivamente acontecer.

Quando ele chega?

O S21 FE e seu poderoso carregamento estão previstos para chegar ao mercado a partir de setembro ou outubro, podendo até mesmo dar as caras mais para o fim do ano. A possibilidade de o flagship ser apresentado no evento que mostrará ao mundo a nova geração de dobráveis, no início de agosto, está praticamente descartada.

A má notícia, principalmente para quem mora no Brasil, é que ele não deverá pintar por aqui tão cedo (se é que vai pintar). De acordo com um relatório obtido pelo site sul-coreano FNNews, o flagship será lançado somente para consumidores da Europa e dos Estados Unidos.

A “culpa” por essa limitação, de acordo com a reportagem local, é da crise mundial que está afetando a produção de chips. A escassez de peças teria afetado a cadeia produtiva da Samsung, que não conseguiu processadores Snapdragon 888 suficientes para atender a demanda global para o lançamento do S21 FE.

publicidade

Via My Fix Guide

Imagem: LetsGoDigital