Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

A utilização do apelidado Apple Glass, futuro óculos de realidade aumentada, pode ter um recurso realmente definidor de geração: ele pode permitir ao usuário dispensar o uso de monitores, mouse e teclado para operar computadores. Naturalmente, os novos MacBook Pro com MacOS. Creditado a quatro inventores, o pedido de patente tem a intenção de transformar os Mac Book Pro em dispositivos totalmente virtuais.

A ideia é que haja uma máquina real da Apple “em algum lugar” (isto é, não necessariamente sua mesa, talvez na nuvem), mas que, ao vestir os óculos de realidade aumentada, o usuário faça aparecer instantaneamente à sua frente o Mac Book Pro dos sonhos, interagindo com o holograma e fazendo com que os comandos virtuais sejam transmitidos para a o computador.

publicidade

“Por exemplo, um HMD pode capturar uma imagem de um ambiente físico que inclui um laptop. O HMD pode detectar o laptop, enviar uma solicitação de conteúdo do laptop, receber conteúdo do laptop, identificar a localização do laptop e exibir um objeto virtual com o conteúdo recebido no ambiente CGR no laptop ou próximo a ele”, diz parte da patente.

Aumente ou diminua a tela

A ideia da patente é de dar ao usuário do MacBook Pro virtual da Apple controle total por meio da realidade aumentada, incluindo até a mudança instantânea do tamanho da tela do dispositivo. “O tamanho, forma, orientação ou posição do objeto virtual também podem ser configurados para fornecer uma melhor experiência do usuário. Portanto, se você estivesse sentado em um MacBook Pro virtual de 13 polegadas e achasse que poderia usar uma tela maior por um minuto, ele poderia se reconfigurar como um modelo de 16 polegadas”.

Imagem mostra desenho da patente relacionada ao funcionamento dos óculos da Apple de realidade aumentada que dispensariam a tela do MacBook

Uma patente paralela registrada pela Apple, mas também direcionada ao uso dos óculos de realidade virtual no lugar dos monitores do MacBook Pro tem como objetivo assegurar a saúde da vista dos usuários. Literalmente. Registrada sob o nome “Criação de ambientes ideais de trabalho, aprendizado e descanso em dispositivos eletrônicos”, a patente visa detectar o cansaço nas vistas dos usuários e fornecer a eles uma pausa.

publicidade

“Às vezes os usuários podem nem estar cientes de que precisam descansar. Se você estiver usando um dispositivo Apple AR, ele pode tocar música e apresentar imagens mais brilhantes, por exemplo. Ou, quando você precisar fazer uma pausa no seu MacBook Pro virtual, ele pode removê-lo”, diz um trecho do registro.

Visionário?

Essa parte da patente foi trabalhada por Izzet B. Yildiz, Sterling R. Crispin e Grant H. Mulliken, mesmos responsáveis pelo desenvolvimento de uma funcionalidade do Apple Glass capaz de detectar se o usuário está atento ao que aparece na tela. Resta saber quando (e se) a ficção vista em filmes como Homem de Ferro, com Tony Stark jogando as telas virtuais de um lado para outro usando as mãos, se tornará realidade.

Em janeiro deste ano, um designer Dominik Hofaker, fez um vídeo no YouTube projetando como seria o funcionamento do MacBook em realidade aumentada para usuários dos óculos inteligentes da Apple, praticamente transformando em realidade o que agora surgiu patenteado pelos inventores.

“Com os óculos AR prestes a serem lançados e, eventualmente, substituindo nossos smartphones para quase todas as tarefas, eu me perguntei: Como será a produtividade no futuro?”, comentou, em entrevista ao Cult of Mac. Claro que o vídeo acima não tem qualquer base científica de desenvolvimento, mas que ficou da hora, isso ficou.

Via Apple Insider

Imagem: Media Modifier/Pixabay/CC