Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Em uma medida autoritária, o Governo da Rússia pode banir o Twitter de seu território. Os órgãos reguladores do país alegam que a rede social está se recusando a cumprir a determinação de remover conteúdos relacionados a pornografia infantil, uso de drogas e suicídio.

“Levamos um mês e estamos observando a resposta do Twitter à remoção de conteúdo banido”, disse o vice-chefe da agência reguladora Roskomnadzor, Vadim Subbotin, para a agência de notícias estatal TASS.

publicidade

Subbotin ainda completou dizendo que a rede poderá ser bloqueada por completo no país caso a solicitação não seja atendida. Na última semana, o governo da Rússia já começou a reduzir a velocidade de carregamento de conteúdo em vídeo e foto para 50% dos usuários desktop no país como forma de pressionar a companhia.

Escalada de censura

O Twitter é uma das redes sociais mais utilizadas por um dos maiores críticos do Kremlin e do presidente Vladimir Putin, Alexei Navalny. Ele costuma usar a plataforma para criticar as autoridades e anunciar protestos contra o governo Putin. Essa recorrência já fez a Rússia aplicar sanções a outras redes sociais, não apenas no Twitter, por “incitar jovens a violar as leis” do país.

Em janeiro deste ano, Facebook, Instagram, TikTok e até o YouTube foram multados por, supostamente, “incitarem jovens a se manifestarem a favor de Navalny”. O presidente Vladimir Putin acusou as redes sociais de sofrerem influência dos Estados Unidos e, agora, “competirem com os governos”. O Twitter também foi multado em janeiro por se negar a armazenar o servidor do governo contendo dados sobre os cidadãos russos em seu território.

Em resposta para à agência de notícias AFP, o Twitter disse que se preocupa com a escalada de censura na Rússia e que vai tentar lutar contra o bloqueio no país. “Estou profundamente preocupada com o aumento das tentativas de bloquear e restringir conversas públicas online”, informou a porta-voz.

publicidade

Via Gadget 360

Imagem: Igorn (Pixabay)