Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

O Twitter está na mira do Roskomnadzor, órgão regulador da Rússia. A razão é não ter atendido aos pedidos do governo para a remoção de determinados tipos de conteúdo da rede social e, consequentemente, violar as leis do país. Segundo reportagem da agência Reuters, a plataforma teria que deletar 2.862 postagens feitas desde 2017 com material relacionado a suicídio, pornografia infantil e drogas, mas não cumpriu a ordem.

Essa não é a primeira vez que o Twitter enfrenta problemas por violar as leis da Rússia. No ano passado, a plataforma foi multada por violar as leis de dados, mas a penalidade foi considerada pequena. A ideia, agora, seria aplicar uma punição pesada ao no Twitter, caso continuem se recusando a deletar o material que viole as leis da Rússia.

publicidade

O projeto de lei para aumentar a punição a esse tipo de infração foi aprovado em dezembro do ano passado pela Câmara do parlamento russo. Ele permite, além da multa, que o país restrinja o acesso à mídia social dos EUA, como Facebook, Twitter e outras, caso haja “discriminação contra a Rússia”.

Ferramenta da oposição?

O Twitter é uma das redes sociais mais utilizadas por um dos maiores críticos do Kremlin e do presidente Vladimir Putin, Alexei Navalny. Ele costuma usar a plataforma para criticar as autoridades e anunciar protestos contra o governo Putin. Essa recorrência já fez a Rússia aplicar sanções a outras redes sociais, não apenas no Twitter, por “incitar jovens a violar as leis” do país.

Em janeiro deste ano, Facebook, Instagram, TikTok e até o YouTube foram multados por, supostamente, “incitarem jovens a se manifestarem a favor de Navalny”. O presidente Vladimir Putin acusou as redes sociais de sofrerem influência dos Estados Unidos e, agora, “competirem com os governos”. O Twitter também foi multado em janeiro por se negar a armazenar o servidor do governo contendo dados sobre os cidadãos russos em seu território.

Via Gadgets 360
Imagem: Gerd Altmann/Pixabay/CC

publicidade