Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

O Wear OS voltou aos holofotes nas últimas semanas, o sistema operacional do Google focado em smartwatches e pulseiras inteligentes vai ganhar uma nova atualização que permite apps terceiros criarem widgets (Tiles) personalizados. O anúncio mostra que a empresa não desistiu do OS e casa com a informação sobre uma possível volta da parceria da empresa com a Samsung, para a inclusão do sistema nos relógios da sul-coreana.

Desde 2019 o Wear OS possui a opção de visualizar Tiles arrastando a tela para a esquerda. Mas até então, apenas aplicativos do próprio Google podiam usar esse recurso, o que deixava ele bastante limitado, servindo mais para visualizar previsão do tempo e horário. Agora, apps terceiros também podem criar widgets personalizados para o sistema.

publicidade

No anúncio postado no blog de desenvolvedores Android, a empresa diz que o recurso ainda não foi lançado oficialmente, mas já está aberto para testes e os desenvolvedores já podem criar os blocos. A expectativa é que não demore muito para a função chegar a todos os usuários.

Mais recursos

Um dos exemplos dados para o uso dos tiles personalizados é o de monitoramento de atividades físicas, uma das funções mais procuradas em relógios e pulseiras smart. Com os novos tiles de apps terceiros no Wear OS, vai ser possível adicionar a visualização de exercícios na tela inicial fora do Google Fit.

“Embora os aplicativos possam ser imersivos, os blocos carregam rapidamente e se concentram nas necessidades imediatas do usuário. Se o usuário quiser mais informações, pode tocar no Tiles para abrir um aplicativo relacionado no relógio ou smartphone para uma experiência mais profunda”, diz um trecho do anúncio.

Essa não é a única mudança recente relacionada ao Wear OS. Após passar um tempo abandonado, o sistema parece ter voltado a ganhar a atenção do Google. O OS pode ser introduzido nos produtos da Fitbit, após a empresa ter sido adquirida pela gigante das buscas. Além disso, há rumores de um possível acordo com a Samsung para implementar o programa também nos seus smartwatches.

publicidade