Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Um problema comum nos smartphones é a bateria estufada, que dependendo do grau pode até danificar outros componentes do aparelho, como a tela, ou, e, casos extremos, terminar explodindo e/ou se incendiando, causando sérios danos a pessoas e coisas. As causas podem ir desde problemas de carregamento até super aquecimento e geralmente quando o inchaço é percebido já é tarde demais. Pensando nisso, a Apple estaria desenvolvendo sensores para detectar e avisar assim que a bateria começar a estufar, podendo evitar uma catástrofe.

Foram registradas duas patentes da Apple referentes a tecnologias voltadas para evitar que a bateria fique estufada. Ambas são relacionadas a modificar o espaço em torno do componente. De forma simplificada, quanto maior o espaço ou a resistência da barreira em torno dela, maiores as chances do inchaço ser detectado a tempo por sensores ou de até mesmo não acontecer. Os registros foram feitos em novembro de 2019 e descobertos pelo Appel Insider agora.

publicidade
Problema complicado

As baterias atuais dos smartphones são feitas com íons de lítio ou de Li-Ion e quando alguns desses materiais entra em contato com oxigênio ocorre uma oxidação que faz a célula de se expandir. Por isso é importante manter os componentes certos separados dentro da própria bateria e também a bateira inteira separada por barreiras do resto das peças do dispositivo.

Isso acaba sendo desafiador em no design de um smartphone, já que existe sempre um pedido por baterias maiores em um espaço reduzido. Quando isso é mal projetado pode acontecer problemas como com o Galaxy Note 7, onde um posicionamento errado dos eletrodos da bateria acabou causando um curto-circuito.

A primeira patente da Apple é sobre um novo modo de posicionamento dos componentes do smartphone ao redor da bateria, que consegue reduzir o espaço entre eles de maneira segura. Isso seria possível por conta de um invólucro de metal reforçado, que manteria os materiais distantes sem correr riscos. A figura 1 mostra o modelo atual; a figura 2, a nova proposta.

Patente mostra funcionamento de sistema para evitar que a bateria fique estufada

Imagem: Escritório patentes EUA

A segunda patente envolve a detecção propriamente dita. Patente mostra funcionamento de sistema para evitar que a bateria fique estufada

publicidade

Imagem: Escritório patentes EUABasicamente os sensores da Apple são acoplados em torno da bateria, quando ela começa a dar sinais de que vai ficar estufada, o dispositivo pode tanto avisar que isso está ocorrendo quanto evitar uma maior degradação oferecendo uma camada extra de proteção. As figuras mostram os sensores posicionados em diferentes locais da caixa.

Via Apple Insider

Imagem: steevithak/CC