Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Como já havia sinais, no último trimestre de 2020 a Apple tomou a dianteira no mercado global de smartphones e superou a Samsung. No segundo trimestre do ano passado a sul-coreana havia ficado a frente de sua principal rival, mas, com o lançamento do iPhone 12, a gigante recuperou o posto.

De acordo com o mais recente relatório dos analistas da TrendForce, a Apple vendeu 77,6 milhões de unidades do iPhone no quarto trimestre de 2020, 10 a mais do que a Samsung, que atingiu a marca de 67 milhões de celulares vendidos. Os números da sul-coreana mostram uma queda de 14% em relação ao período anterior.

publicidade
Números positivos

Os dados da gigante de Cupertino são ainda mais impressionantes levando em conta da pandemia da Covid-19, que reduziu o número de compra de smartphones topo de linha. Mesmo assim, 90% das vendas a Apple no período foram dos modelos da linha iPhone 12. O fato de serem os primeiros smartphones 5G da empresa e do enfraquecimento da pandemia no período citado, também são pontuados no relatório como fatores decisivos para os números positivos da fabricante.

“Embora a participação de modelos de última geração nas vendas globais de smartphones tenha diminuído em 2020 devido à pandemia de COVID-19, a Apple superou os ventos contrários e conquistou uma participação de mercado introduzindo modelos 5G e adotando uma estratégia de preços agressiva para ultrapassar a Samsung”, dizem os especialistas.

Em 2021, por conta do fraco ano de 2020 no total de vendas, resultado da pandemia, a Trendforce prevê vendas acima do padrão para o primeiro trimestre. “Historicamente, a produção de smartphones tende a sofrer uma queda de cerca de 20% no primeiro trimestre, à medida que a demanda cai em relação ao nível de alta temporada do quarto trimestre do ano anterior. No entanto, espera-se que o desempenho do primeiro trimestre deste ano desafie a sazonalidade.”, explicam.

O que não deve mudar é a liderança da Samsung no começo do ano. Em 2020 a sul-coreana superou a Apple durante o primeiro semestre. A expectativa é de que isso se repita com o lançamento da linha Galaxy S21, que deve aumentar as vendas da empresa. Apesar disso, o relatório também prevê um novo crescimento de companhias chinesas como a Oppo e a Xiaomi.

publicidade

Via TrendForce