Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Os dados foram divulgados pela Gartner – instituição especializada na consultoria de tecnologia para outras empresas. A Xiaomi ultrapassou a Apple em números de aparelhos celulares vendidos durante o terceiro trimestre de 2020, tornando-se a terceira maior do mundo, após a Samsung e a Huawei.

Mas nem tudo é boa notícia. A mesma pesquisa indica que o mercado global sofreu queda de 5,7% nas vendas de smartphones em relação ao mesmo período de 2019.

publicidade

A Garter levanta que a Xiaomi tenha vendido 44,4 milhões de aparelhos, superando os 40,6 milhões de iPhones vendidos pela Apple. Com isto, a fabricante chinesa teria cerca de 12% das vendas do mercado global.

A derrota da Apple também indica uma queda nas vendas de iPhone em relação aos mesmos meses do ano anterior. Este fenômeno, no entanto, teria relação com o atraso no lançamento do iPhone 12 (inicialmente previsto para setembro) que afetou o desempenho da empresa. Outra empresa que sofreu foi a Huawei que viu as suas vendas caírem de 65 milhões, entre julho e setembro de 2019, para 51 milhões em 2020. Segundo a Gartner, a queda teria relação com os bloqueios sofridos pela empresa nos Estados Unidos e países aliados. Enquanto isto, o trimestre seguiu positivo para a Samsung que manteve a liderança como a principal fabricante de smartphones do mundo com 80,8 milhões de celulares vendidos. O número representa 22% das vendas do mercado.

O relatório ainda mostra que, embora o período tenha sido negativo, o terceiro trimestre ainda pode ser considerado muito melhor que os primeiros meses de 2020. Foi quando o impacto da pandemia de Coronavírus resultou em queda de 20% no mercado de smartphones.

Para a Gartner, a tendência as melhoras da pandemia na China, bem como a retomada do ritmo de produção e vendas nos mercados Latino e Asiático contribuíram para a melhora. Apesar disso, o relatório ainda estima que a realidade do último semestre será bem diferente, com a Xiaomi perdendo mercado para a Apple. Agora impulsionada pelo lançamento do iPhone 12, e uma queda ainda maior nas vendas da Huawei.

publicidade

Via Gartner