Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Após copiar o Snapchat e o TikTok, o Instagram está se preparando para surfar na febre do Clubhouse e suas salas de chat por voz, como, aliás a gente contou neste post. A novidade é que temos algumas imagens do novo recurso, e essas capturas de tela nos mostram o que podemos esperar

Mas, como as salas de áudio vão funcionar no Instagram? Ainda não sabemos exatamente, mas o app do Facebook está realizando testes internos para permitir a criação de salas de chat por voz nas quais usuários conversariam livremente sem vídeo.

publicidade
O apelo do Clubhouse e suas salas de chat por voz

Muitos podem indagar que já era possível criar salas para videoconferência nas ferramentas de Mark Zuckerberg (WhatsApp, Messenger e Instagram), mas é no mínimo conveniente que os engenheiros da rede social estejam trabalhando em salas de áudio justo agora.

É razoável considerarmos que, se é possível implementar conversas por vídeo, também é viável — e talvez mais fácil — implementar salas de voz. Mas dado o histórico do Instagram é indissociável ver essa movimentação como uma resposta ao Clubhouse.

Conforme um insider revela através do Twitter, a nova opção ficaria disponível na página de mensagens privadas, através do ícone de um microfone. Alessandro Paluzzi é famoso no meio por conseguir antecipar novidades de aplicativos através do método de engenharia reversa, que navega pelo código-fonte de softwares para achar trechos desativados pelas companhias. Dentre as descobertas recentes, foi levantado que o Instagram também trabalha em encriptação ponta a ponta das mensagens, como o WhatsApp.

Guerra de áudio

O que o movimento do Instagram revela é que o mercado do Clubhouse — de ferramentas de áudio — está em alta. A rede social, aliás, não é a primeira a copiar o novo app do momento, já que o Twitter vinha trabalhando na função Spaces no iOS, agora disponível para Android também.

Pode ser uma situação criada pela pandemia, mas os usuários parecem querer falar e ouvir mais, e mesmo que o Clubhouse tenha sido pioneiro nessa tendência, ainda peca por não ter uma versão Android e, mesmo no iOS, trabalhar exclusivamente com um sistema de convites. As alternativas estão surgindo, e com as empresas que estão por trás delas, é bom o Clubhouse tomar cuidado para não morrer cedo no mercado.

Via BGR India

Imagem: Erikona/iStock