Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Ao contrário de outros líderes das Big Tech, o CFO (diretor financeiro) do Twitter, Ned Segal, elogiou as mudanças de privacidade da Apple na nova versão do seu sistema operacional, o iOS 14. A empresa de Cupertino está obrigando os desenvolvedores a aceitarem seus novos termos de serviço, o que inclui dar aos usuários a escolha ética de ceder seus dados ou não.

Em declaração durante à conferência Morgan Stanley de Tecnologia, Mídia e Telecomunicações, Segal disse que a decisão não impacta o Twitter, uma vez que os dados coletados pela rede social não estão vinculados à dispositivos. O diretor ainda afirmou acreditar que as mudanças podem ter um impacto positivo para pequenas empresas.

publicidade

“De certa forma, isso nivelará o campo. Estamos em uma indústria onde muitos estavam muito melhores do que o Twitter, historicamente falando, em levantar todos os dados disponíveis para eles, desde identificação do dispositivo a saber o que as pessoas faziam em outros sites. Quando todos nós temos o mesmo conjunto de novos desafios para encarar, nivelar o campo causará um impacto muito interessante na indústria em geral”, afirma Segal.

Além disso, o diretor também disse que o Twitter não aplicará rastreadores para seu app no iOS até ver os resultados das novas políticas em ação. Apesar da postura, espera-se que as mudanças da Apple tenha um certo impacto no lucro da plataforma.

Mudando o jogo

Ao contrário do Twitter, outras empresas não reagiram tão bem às mudanças de privacidade da Apple. O Google, embora compactue com as mudanças, reclamou dizendo que muitos dos anunciantes perdiam informações cruciais para avaliar os resultados de suas campanhas.

O Facebook também aceitou a mudança, mas não sem suas choradas. A rede social ameaçou processar a Apple por práticas anticompetitivas, iniciou uma campanha publicitária impressa (em jornal) – que levou o próprio Tim Cook a responder de volta.

publicidade

Via 9to5Mac

Imagem: Alan Carrera (Pixabay)