Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Em dezembro de 2020, a Apple anunciou mudanças importantes na sua política de privacidade. Com a chegada do iOS 14, a Maçã implementou o “Rótulos”, que informa ao usuário as práticas de coleta de dados dos aplicativos antes de baixá-los. No entanto, algumas empresas, como o Facebook e o WhatsApp, não ficaram nada felizes com a nova política da Apple.

A empresa de Mark Zuckerberg foi uma das principais vozes a se opor às mudanças e chegou a publicar anúncios criticando a Apple em jornais de grande circulação, como o The Wall Street Journal e New York Times. Agora, o Facebook parece ter aceitado a realidade dos fatos, mas ainda critica a medida, afirmando que a mudança terá um impacto negativo nos negócios, já que os anúncios personalizados, que precisam dos dados dos usuários, são uma das principais fontes de renda da empresa.

publicidade
Apple x Facebook: Briga entre Big Techs parece estar longe de ter fim

Apesar das críticas do Facebook, a Apple afirmou que não é contra publicidade ou a coleta de dados que empresas como o Google e o próprio Facebook utilizam. Segundo a própria Apple, a mudança tem como objetivo oferecer aos usuários a escolha de permitir que seus dados sejam coletados ou não, mas isso não pareceu convencer a empresa de Zuckerberg.

O Facebook já afirmou que a medida é “anti negócios”, já que, segundo a empresa, os usuários estariam mais dispostos a não permitir a coleta de dados, o que afetaria negativamente os anúncios personalizados e as métricas que monitoram onde os usuários vão a partir dos seus celulares. Mesmo com os ataques, o Facebook cedeu, e, por e-mail, explicou que se a empresa não se adaptasse, poderia ter o aplicativo bloqueado no iOS, o que traria ainda mais prejuízos.

No entanto, a rede social mantém a posição de que a mudança é arbitrária e disse que a nova política, apesar de ser apresentada como pró usuário, é, na verdade, pró Apple, já que os criadores e desenvolvedores terão que depender de assinaturas e compras dentro dos apps ao invés dos anúncios, e a Apple ganharia uma porcentagem nessas compras.

A disputa entre as Big Techs parece estar longe de ter um capítulo final, mas, por hora, a Maçã levou a melhor. Agora, resta saber se o Facebook continuará com as críticas ou aceitará a derrota.

publicidade

Via SlashGear

Crédito da imagem: Oliver Graumnitz/ Pixabay