Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

A Profilics Testing compilou os dados sobre os termos de pesquisa mais usados em buscas na internet a respeito do 5G. Descobriu que os EUA são o país mais “cético” da chegada da nova tecnologia para redes móveis, cada vez mais perto de ser implementada globalmente. A consultoria usou a ferramenta Ahrefs para detectar o que os usuários estão buscando sobre o 5G. E o resultado foi bastante interessante.

Cético talvez não seja a melhor palavra. Em pânico e crente em teorias da conspiração seria mais preciso. “Descobrimos que os termos de pesquisa mais comuns são: ‘O 5G é perigoso?’, ‘O 5G apresenta riscos à saúde?’ E até mesmo ‘O 5G se espalha coronavírus?’. Em seguida, usamos o Ahrefs para descobrir quantas vezes cada pergunta foi pesquisada em média a cada mês em diferentes áreas para deduzir qual país é o mais cético ou curioso sobre a nova tecnologia”, explicou a empresa, em conteúdo publicado em seu site.

publicidade
Influência de Trump?

EUA lideram topo do ranking de países que mais têm medo do 5G

Foi após completar a segunda parte da pesquisa que a Profilics Testing chegou à conclusão de que os EUA são o país que mais tem medo, ou ceticismo, em relação ao 5G. De acordo com os dados divulgados pela consultoria, os americanos procuraram respostas para os termos acima 374.700 vezes por mês, número quatro vezes maior do que o segundo colocado no “ranking do medo”, o Reino Unido. Os britânicos buscaram 93.400 vezes uma resposta para saber se o 5G é seguro.

Apesar de não atrelar o resultado da pesquisa ao ex-presidente Donald Trump, o medo dos EUA e até do Reino Unido do que o 5G trará ao mundo parece estar claramente ligado ao trumpismo, termo popular usado para identificar os fiéis seguidores do antecessor de Joe Biden na Casa Branca. Vale lembrar que Trump baniu a Huawei dos Estados Unidos por medo de ver a China usar o 5G para espionar segredos do país. A decisão foi seguida pelo Reino Unido e só não chegou ao Brasil porque o presidente Bolsonaro foi convencido de que a ausência da Huawei no futuro leilão do 5G traria mais prejuízos do que benefícios.

Atrás do Reino Unido e dos EUA, o terceiro país que mais tem medo do 5G é a Austrália. Segundo a pesquisa, os australianos pesquisaram sobre problemas da tecnologia 32.970 vezes por mês, em média. Completam o top 5 do medo o Canadá (22.680) e a Polônia (20.510). O Brasil, onde não falta teoria da conspiração, não aparece na lista – não está claro se a pesquisa foi feita aqui também. A Dinamarca (1.410) é a que fecha esse bloco.

publicidade
EUA também são o país mais curioso

EUA lideram topo do ranking de países que mais têm medo do 5G

Uma nota curiosa a respeito dos EUA e do medo do país em relação ao 5G pinçada pela pesquisa é a de que a população é também a mais curiosa a respeito do assunto. Segundo os números divulgados pela Profilics Testing, os cidadãos pesquisam o termo 5G, em média, 314 mil vezes por mês. Na sequência aparecem a Polônia (130.900) e o Reino Unido (o segundo mais medroso), com 120 mil pesquisas mensais, em média, sobre o tema puro e simples.

A curiosidade sobre “o que é o 5G” também foi abordada pela consultoria e, pasmem, os EUA lideram o ranking de pesquisas nesse quesito também, com 127,4 mil buscas mensais, em média. Na segunda posição, novamente o Reino Unido, mas bem menos curioso, com 24.200 buscas. O pódio é fechado pelo Canadá, que busca saber, pura e simplesmente, “o que é o 5G”, 15.100 vezes por mês, em média. Os que menos se importam com o tema são Holanda e Dinamarca, com 1.000 pesquisas mensais.

Imagem: Rafael Javier/Pixabay/CC
.