AppleNotíciasiOs 14.5 permite mudar app de música padrão

Filipe Salles3 semanas atrás5 min

Uma reclamação constante de usuários do iPhone e iPad que não são assinantes da Apple Music é a necessidade de sempre ter de dizer à Siri em qual serviço de streaming querem ouvir suas canções favoritas, mesmo que já tenha dito antes. Se você quer ouvir em outro app, só dizendo “Siri, toque Tiririca no Spotify”. Parece que o iOS 14.5 permitirá mudar o app de música padrão nessa versão, que atualmente está em fase de testes.

Usuários do Reddit que estão testando a nova atualização notaram que, ao pedir a Siri para tocar uma música, aparece um aviso pedindo para que escolham qual serviço de streaming deve ser usado. Antes, o padrão era ir direto para o Apple Music.

Tela da Siri permitindo mudar app de música padrão
Ao pedir para tocar uma música sem mencionar o app, a Siri irá perguntar qual deseja usar. Imagem: Reprodução

A não está disponível na versão atual do iOS 14 para o público. O iOS 14.5 está em fase de testes e estima-se que ele se tornará público ao final de março ou no início de abril, com a chegada do outono.

Ao que parece, não basta fazer muito para fazer a Siri do iOS 14.5 mudar o app de música padrão. Você pode dizer a música que quer ouvir e especificar o serviço de streaming. A partir daí, a Siri entenderá que aquele é o aplicativo padrão para ouvir músicas.

Alternativamente, você pode simplesmente pedir para tocar a música. Em seguida, um aviso irá aparecer, pedindo para que escolha a plataforma que vai usar. A partir daí, ela sempre usará essa plataforma como padrão;

Esse parece ser um movimento natural para o sistema operacional do iPhone. O HomePod da Apple, por exemplo, já faz isso atualmente.

Vale mencionar que alguns usuários ainda estão a reportar falhas na função. Nem sempre a Siri grava qual é o app de música padrão. Outro problema bastante relatado é que a assistente virtual necessita ouvir comandos demasiadamente específicos para funcionar.

Ainda assim, como o iOS 14.5 está em fase de testes, é provável que esses problemas sejam solucionados até o seu lançamento para o público.

Via ArsTechnica.

Imagem: Brett Jordan / Pexels