AppleNotíciasMilhares de iPhones roubados em protesto na Índia

Ronnie Mancuzo3 meses atrás5 min

Uma grande revolta tem tomado conta de trabalhadores da fábrica de iPhones Wistron, na Índia. Eles alegam que estão sem receber salários há quatro meses. No último final de semana, as manifestações tomaram grandes proporções e houve depredação e saques de aparelhos armazenados nas instalações da fábrica. Estimativas apontam para milhares de iPhones roubados na ocorrência.

A fábrica fica localizada na cidade de Karnataka, a poucos quilômetros de Bengaluru, principal polo de tecnologia ao sul da Índia. Além da falta de salários, há reclamações de cortes importantes nos ganhos dos trabalhadores e falta de compromisso com acordos feitos com os funcionários da Wistron.

No sábado, após o final do turno da noite, a revolta se tornou mais violenta, resultando em quebra de equipamentos, incêndios e depredação de veículos. Além de destruírem partes das instalações, há registro de milhares de iPhones roubados, que possivelmente irão parar no mercado negro.

Prejuízo

Para autoridades da Índia, a empresa apontou um prejuízo de 4,38 bilhões de rúpias, entre depredações e iPhones roubados, o que seria perto de 305 milhões de reais hoje, 15/12. Valor inicialmente estimado entre perdas e danos causados a equipamentos de escritório, linhas de produção, roubo de smartphones e outros dispositivos e materiais de trabalho.

Após uma atualização, relatórios apontam para um prejuízo bem menor, mas ainda assim, considerável. Cerca de US$ 7 mi, ou algo em torno de R$ 36 mi em conversão atual. O perfil oficial no Twitter da agência de notícias ANI postou algumas imagens capturadas no ocorrido.

Gente de fora

A polícia deteve inicialmente mais de 150 indivíduos envolvidos nos atos. O número total de trabalhadores na fábrica, segundo alguns documentos, é de aproximadamente 15 mil pessoas. Conforme alegações da empresa, cerca de 7.000 estavam presentes no momento. A Wistron aponta também para participação de cerca de 2.000 invasores desconhecidos entre os manifestantes, principalmente com relação aos iPhones roubados nesse evento ocorrido na Índia.

A sede da Wistron é em Taiwan e essa subsidiária na Índia está instalada no país desde 2017. A empresa também fabrica iPhones em outras regiões da Ásia para a Apple que, em nota, disse ter enviado funcionários e contadores para a fábrica da Índia. Com isso, pretende ajudar nas investigações e também corrigir possíveis casos de desrespeito aos trabalhadores e às condições de trabalho.