Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

A Apple divulgou nesta quinta-feira seus números financeiros do último trimestre, com destaque para as vendas do iPhone, principal produto da gigante de tecnologia mundial. De acordo com o relatório, o quarto trimestre fiscal, terminado em setembro, fechou com um total de US$ 26,4 bilhões em receitas provenientes de vendas de iPhone – número 20% menor na comparação com o mesmo período de 2019.

Apple aposta em vendas do iPhone 12 para virar o jogo

Em entrevista para a Agência Reuters, o CEO Tim Cook afirmou que sabe exatamente quais foram os motivos que fizeram as vendas do iPhone diminuírem. O maior motivo de todos teria sido os impactos da pandemia da Covid-19.

publicidade

Além disso, ele também deu a receita para virar o jogo. Segundo o executivo, boa parte dos consumidores está ansiosa pela chegada dos modelos 5G às lojas. Além disso, ele acredita que os cinco primeiros dias de venda do iPhone 12 provam que os números voltarão a subir.

Cook rotulou o 5G como “oportunidade única” da década e afirmou que as operadoras nos Estados Unidos estão sendo bastante agressivas para alavancar as vendas.

Streaming e acessórios compensaram perdas

Apesar da queda nas vendas do iPhone, a Apple encerrou o período fiscal com um lucro total acima das expectativas, gerando receita de US$ 64,7 bilhões no período.

Boa parte desse número positivo foi conquistada pela alta de seu segmento de serviços, que inclui streaming de música e vídeo. A receita desse setor fechou o trimestre fiscal com alta de 16,53%, somando US$ 14,5 bilhões – US$ 500 mil acima das previsões dos especialistas.

publicidade

Segundo Tim Cook, os números podem crescer ainda mais com o Apple One, pacote que será lançado nos Estados Unidos nesta sexta-feira, 30 de outubro. Além disso, a Apple conta em sua plataforma com 585 milhões de assinantes. Assim, a empresa está muito próxima da meta estabelecida no início de 2020, antes da pandemia, de 600 milhões.

Outra receita que ajudou a Apple a praticamente não sentir a perda com a queda nas vendas do iPhone veio de acessórios. Segundo a gigante de tecnologia, o segmento fechou o trimestre fiscal com receita de US$ 7,9 bilhões. Isso representa um crescimento de 20,8% em relação ao mesmo período de 2019.

Via Apple Insider.