Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

O Google Mensagens foi lançado em 2014 como um serviço de SMS, substituindo o Google Hangouts, junto com o Android 5.0. Em 2019, passou a oferecer recursos de RCS (Rich Communication Services, a versão do SMS com imagens e outros recursos) e bate-papo no sistema operacional, se tornando como um mensageiro e opção para quem quer centralizar conversas e SMS dos mesmos contatos. Agora, seguindo os passos de apps que usam o protocolo da internet, como o WhatsApp, o Google Mensagens traz um recurso de criptografia de ponta a ponta em mensagens dentro do Android.

Antes de mais nada, é necessário ter em mente que se trata de um passo do Mensagens na direção do nível de criptografia existente nesses apps. O app do Google está permitindo agora a criptografia entre dois usuários, ou seja, em conversas individuais entre um aparelho e outro.

publicidade
tela de um celular com o Google Messages, em que há um cadeado ao lado do botão de envio da mensagem, significando que está criptografada

Divulgação/Google

O recurso foi lançado em beta em novembro, mas agora está sendo implementado em todos os dispositivos com acesso a RCS. A opção de criptografia estará disponível para conversas individuais no Google Mensagens desde que ambos os usuários conversando tenham o RCS habilitado nas configurações de chat. Quando o E2EE (End-to-End Encryption, termo no inglês para criptografia de ponta a ponta) estiver ativo, um pequeno ícone de cadeado aparecerá ao lado do botão que envia a mensagem.

Criptografia é um recurso chave para segurança de dados

Pode-se dizer que esta atualização e algumas das primeiras informações sobre o Android 12 sobre privacidade sugerem que o Google está fazendo um esforço significativo para melhorar sua reputação na área de segurança de dados. A criptografia de ponta a ponta é a tecnologia responsável por garantir que o que se envia de um ponto de origem chegue ao seu destino sem ser interceptado no meio do caminho e facilmente interpretado por figuras como cibercriminosos, por exemplo.

Apesar de ser um recurso chave para aqueles apps de mensagens que se prezam, a complexidade em sua implementação parece ser um ponto relevante para alguns casos. Basta ver que o Messenger e o Instagram, ambos pertencentes ao Facebook (que também é dono do Whats, como falamos acima) só devem ter a criptografia em suas mensagens no ano que vem.

Via TechRadar

publicidade