Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Programado para chegar ao mercado entre setembro e outubro deste ano, o iPhone 13 vem monopolizando as atenções da Apple, que não quer correr qualquer risco de ficar sem os componentes necessários para a produção em massa do flagship. Por conta disso, a empresa já teria informado aos fornecedores de bobinas de voz (Voice Coil Motor, ou VCM) de Taiwan para se prepararem, pois a demanda será forte a partir deste mês. E isso é um indício do tamanho da demanda esperada: a Apple está encomendando mais VCMs que todos os fabricantes de Android.

Os componentes são usados para ajudar no controle de foco, e utilizam imãs para fornecer um movimento preciso dos diferentes elementos de um módulo de câmera. As informações divulgadas pelo Digitimes Ásia são de que o futuro flagship da marca deverá ter atualizações em módulos de câmera e sensores 3D para Face ID.

publicidade

Essas atualizações refletirão diretamente no aumento do uso de VCMs e, por isso, a preocupação da Apple em se garantir para não ter problemas com a produção do iPhone 13. A fabricante teria sugerido aos produtores que aumentem a capacidade em 30 ou 40% no caso específico dos VCMs.

Processadores já estão sendo produzidos

Apesar de não ter sido confirmada oficialmente pela Apple, a informação de que a produção em massa do iPhone 13 está para começar parece casar com os vazamentos mais recentes a respeito do flagship. Na última semana de maio, após o design final do iPhone 13 ter sido revelado (será?), a fabricante de chips TSMC, parceira da Apple, deu início à produção do novo processador, que vem sendo chamado de A15.

Sucessor do A14 Bionic, hoje encontrado na família iPhone 12, o A15 (se vai ser mesmo chamado assim) já estava programado para ter sua produção em série iniciada no fim de maio, segundo a TSMC. A ideia da fabricante é não correr qualquer risco de atrasar a produção e o lançamento do iPhone 13.

De acordo com o mais recente relatório do Digitimes, a demanda pelo A15 “vai superar, de longe, a procura pelo antecessor”. A informação casa com o que já havia sido previsto pelo analista Ming-Chi Kuo. No fim do ano passado, o especialista de mercado já havia avisado que a TSMC puxaria o freio de mão na produção do A14 Bionic, do iPhone 12, para focar no início da fabricação do próximo chipset da marca.

publicidade

Via Apple Insider

Imagem: Reprodução/EverythingApplePro