Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

O mercado global de smartphones deve totalizar 1,38 bilhão de unidades vendidas até o dia 31 de dezembro de 2021, e estabelecer o maior crescimento do setor nos últimos seis anos. De acordo com os dados divulgados nesta sexta-feira (28/05) pela International Data Corporation (IDC), ele atingirá um patamar que não é alcançado desde 2015.

O relatório previu ainda que será registrado um aumento de 7,7% em relação a 2020, e que essa tendência de alta deve continuar em 2022, quando o crescimento ano a ano será de 3,8 %, com embarques chegando próximos de 1,43 bilhão de unidades. “Embora o crescimento de 7,7% pareça uma reviravolta impressionante no mercado, devemos ter em mente que estamos nos recuperando de um dos anos mais desafiadores já registrados”, ponderou Anthony Scarsella , gerente de pesquisa do Worldwide Mobile Device Trackers, da IDC.

publicidade

Ryan Reith , vice-presidente de programa da IDC, concordou com o colega e acrescentou outros pontos que desafiaram o mercado de smartphones na caminhada para atingir o maior patamar dos últimos seis anos. “Os smartphones estão enfrentando concorrência para os gastos do consumidor de mercados adjacentes, como PCs, tablets, TVs e dispositivos domésticos inteligentes, mas isso não diminuiu o caminho do mercado para a recuperação”.

Imagem mostra gráfico do IDC com projeção do maior crescimento do mercado de smartphones para 2021

Divulgação/IDC

Explosão do 5G

A mudança de rede nos smartphones, que começam a ver a tecnologia 4G LTE ser substituída pela 5G no mercado global, também seguirá colaborando para o mercado registrar um crescimento cada vez maior a partir de 2021. A expectativa registrada no relatório de hoje aponta para um crescimento de 130% nas remessas em 5G somente até o fim deste ano.

“Praticamente todas as regiões fora da China terão um crescimento de três dígitos até o final deste ano. No entanto, em termos de participação de mercado, a China liderará com quase 50% de participação nas remessas de 5G em 2021, enquanto os EUA seguirão com uma participação de 16%. Outros mercados significativos, como Europa Ocidental e Ásia / Pacífico (excluindo China e Japão), se combinarão para obter uma participação de 23,1% em vendas no mercado mundial de 5G até o final de 2021”, diz parte do relatório.

Segundo a documentação divulgada pelo órgão, a maior procura por 5G, ao mesmo tempo em que fará o mercado ter um crescimento cada vez maior, colaborará para os preços dos smartphones com a nova tecnologia cair na mesma proporção. “Continuamos a ver um forte impulso do lado da oferta em direção ao 5G, e os preços continuam caindo como resultado . A IDC espera que os preços médios de venda (ASPs) para dispositivos 5G Android caiam 12% ano após ano em 2021 para US$ 456 (R$ 2.381) e abaixo de US$ 400 (R$ 2.089) em 2022. A Apple, por sua vez, continuará a sentir pressão de preços”, concluiu Ryan Reith.

publicidade

Via GizmoChina

Imagem: March Meena/iStock