Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

A Xiaomi oficializou os novos Redmi Note 10 e Note 10 Pro na China após muitos rumores e teasers. Mas calma: não são os mesmos modelos disponíveis aqui no Brasil. Lá, o hardware é bem diferente — e mais avançado — apesar do mesmo nome. A fabricante resolveu usar os mesmos nomes para disponibilizar smartphones com conectividade 5G no mercado asiático.

Começando pelo Redmi Note 10, este tem tela de 6,5 polegadas com resolução Full HD e taxa de atualização adaptativa que pode alcançar 90Hz. O recurso permite baixo consumo de bateria quando jogos não estão em execução, por exemplo. O processador é o MediaTek Dimensity 700, com 4, 6 ou 8 GB de RAM, e memória interna de 128 ou 256 GB.

publicidade

Foto de divulgação do Redmi Note 10

A bateria é de 4500 mAh recarregável a 18W de potência. O conjunto de câmeras não impressiona, com sensor principal de 48 megapixels e secundário para profundidade em modo retrato. A frontal tem 8 MP. Curiosamente, neste aspecto, o Redmi Note 10 4G de certa forma ganha, ao oferecer lentes ultra-wide e macro. Outro aspecto no qual o “antecessor” vence é em tela, ao oferecer tela AMOLED ao invés de LCD do seu modelo 5G.

Redmi Note 10 Pro é o destaque

Chegando também com um painel LCD, de 6,6 polegadas com resolução Full HD, o Redmi Note 10 Pro tem taxa de atualização adaptativa de até 120Hz. Seu processador é o MediaTek Dimensity 1100, voltado para alta performance. Ele poderá ser configurado com 6 ou 8 GB de RAM, e com armazenamento de 128 ou 256 GB.

Montagem do Redmi Note 10 Pro chinês, anunciado com Gorilla Glass Victus

publicidade

A bateria é de 5000 mAh, mas o impressionante aqui é o carregamento rápido de 67W, que deixa muito top de linha comendo poeira. As chinesas vêm se destacando nesse aspecto, e a Realme também oferece no Brasil modelos com carregamento neste nível. Sobre as câmeras do Redmi Note 10 Pro, temos uma principal de 64 MP, com sensores ultra-wide e macro. A frontal tem 16 megapixels de definição.

Outras características envolvem alto-falantes da JBL, com suporte a Dolby Atmos, NFC, e ainda proteção de tela Gorilla Glass Victus, que segundo a empresa empresta muita resistência ao Redmi Note 10 Pro, como demonstrado nesse teste.

Foto de divulgação do Redmi Note 10 Pro

Anunciados ao lado dos fones Redmi AirDots 3 Pro, os novos aparelhos têm preços iniciados em R$ 913 (em conversão direta hoje, 26/05) pelo Redmi Note 10 de 4/128 GB. Os preços chegam a R$ 1.662 pelo Redmi Note 10 Pro na configuração 8/ 256 GB. As vendas serão iniciadas, no mercado chinês, em 01/06.

Via Sparrow’s News