Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

A linha Redmi Note ganhou popularidade ao ser uma das primeiras a trazer hardware mais robusto frente a outros intermediários a um preço mais acessível. Hoje em dia a maioria das fabricantes possui linhas com a mesma filosofia. E a mais nova geração desta família está chegando ao Brasil através dos Redmi Note 10, 10S, e 10 Pro. Os preços nacionais, porém, alcançam os R$ 3.399.

O primeiro deles, o Redmi Note 10, chega por R$ 2.199 na versão de 64 GB e R$ 2.399 no modelo com 128 GB. Mesmo sendo o mais básico da família, já oferece configurações interessantes, como tela AMOLED e o processador Snapdragon 678, ao lado de 4 GB de RAM.  São quatro câmeras traseiras, e uma frontal de 13 MP.

publicidade

Já o Redmi Note 10S pula para os R$ 2.999, com 128 GB de armazenamento e 6 GB de RAM. O processador muda: é um MediaTek Helio G95, produto desenvolvido para aparelhos focados em jogos. Ele mantém as características de câmera do irmão básico exceto pela lente principal, que é de 64 MP. E também tem tela AMOLED.

Imagem aproximada mostra detalhes de câmera do Redmi Note 10 Pro lançado no Brasil

Por último, o Redmi Note 10 Pro é lançado no Brasil a R$ 3.399, também com 128 GB / 6 GB. O seu chip é o Snapdragon 732G e ele tem câmeras mais avançadas, incluindo sensor principal de 108 MP. Além disso, é o único da linha que traz taxa de atualização de tela de 120Hz. Os outros chegam apenas com 60Hz.

Desconto para quem não vai parcelar

publicidade

Há descontos para pagamentos à vista: em parcela única eles saem por R$ 2.024, R$ 2.208, R$ 2.760, e R$ 3.128 respectivamente. Os lançamentos incluem recarga rápida de 33W para a bateria de 5000 mAh dos smartphones, com o acessório grátis, na caixa.

Vale lembrar, nas últimas semanas foram lançados diversos smartphones intermediários no Brasil: a Samsung trouxe os Galaxy A52 e A72, enquanto a Realme colocou o Realme 7 5G na praça. A Motorola também trouxe os G30 e G60 para cá. Desta forma, o consumidor que deseja um celular com Android 11 já pode olhar para opções mais modernas, ao invés de pesquisar apenas por modelos do ano passado.