Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Você já deve ter esbarrado em algum anúncio oferecendo o Google Play Pass no Android, ou o Apple Arcade no iOS, mas o que são esses serviços? É simples, por uma módica quantia mensal, os dois pacotes prometem apps e games (ou só jogos, no caso do Arcade) a perder de vista, com títulos e programas novos entrando a cada momento. E é aí que você se pergunta: vale a pena? Devo assinar?

O Google Play Pass e o Apple Arcade funcionam de maneira muito similar aos planos de assinatura presentes em lojas virtuais de consoles, como o Xbox Game Pass e PlayStation Now, para os consoles da Microsoft e Sony, respectivamente. A assinatura concede ao usuário o acesso a um catálogo de jogos. A grosso modo, funciona como um streaming, como o Netflix ou o Amazon Prime — você paga pelo serviço, não pelos produtos.

publicidade
Vantagens e desvantagens da assinatura

A vantagem destes planos está na economia. Normalmente, o custo de cada app ou programa individualmente ultrapassa o valor de uma assinatura mensal, então é uma forma de ter acesso a mais de um produto pagando menos.

Por outro lado, junto a isso vem a desvantagem de não ter controle sobre a permanência dos programas, já que eles podem sair de catálogo, mas como outras opções entram frequentemente, o fator de novidade faz alguns usuários continuarem com a assinatura.

No fim, para determinar a utilidade de uma assinatura dessas, é importante pensar no quanto você vai realmente o que está pagando. Se testar vários jogos no celular ou apps e utilitários é um de seus passatempos, talvez você deva considerar uma desses planos.

Como funciona a assinatura do Google Play Pass?

Assim como os planos de assinatura de consoles, o Google Play Pass é um serviço que disponibiliza o acesso a diversos apps, utilitários e jogos dentro de um pacote, que é atualizado mensalmente. Lançado no Brasil em dezembro do ano passado, o plano possui duas opções de assinatura: R$ 9,90 por mês e R$ 89,90 ao ano. O pagamento é efetuado pela carteira da Play Store.

publicidade

O Google Play Pass possui uma curadoria de cerca de 800 aplicativos, que pode ser compartilhado com até cinco familiares. A conta titular precisa ser pessoal e não subordinada a um ecossistema escolar, familiar ou de trabalho.

Um dos diferenciais do Google Play Pass é que a curadoria inclui títulos de sucesso, com muitos jogos de desktop adaptados para o Android, e que cujo preço ultrapassa a assinatura. Além disso, apps e games com transações internas tornam-se completamente gratuitas.

Ficou interessado em assinar o pacote? Você deve possuir, no mínimo, a versão 16.6.25 e superiores do app do Google Play Store instalado em um dispositivo Android em versões 4.4 e superior. Usuários podem iniciar um teste gratuito de trinta dias do Play Pass diretamente na loja virtual.

Como funciona o Apple Arcade?

Com um catálogo mais modesto e refinado, o Apple Arcade é um pacote de assinatura voltado especificamente para os gamers. Com cerca de 180 títulos atualizados semanalmente, a curadoria separa jogos por gênero, como puzzle, aventura, RPG e ação — todos sem compras ou anúncios nos apps.

Uma das ênfases do pacote é os seus títulos exclusivos, já que games dos criadores de Final Fantasy e Monument Valley estão presentes na assinatura. Outro diferencial do Apple Arcade é que os títulos estão disponíveis nas múltiplas plataformas do ecossistema. Os jogos estão disponíveis no box da Apple TV, nos iPhones, iPads e iMacs.

Assim como o Play Pass, a assinatura custa R$ 9,90 por mês, e disponibiliza versão teste de trinta dias. Usuários que adquiriram um novo dispositivo Apple ganham três meses gratuitos de Apple Arcade, que pode ser compartilhado com até cinco familiares. Por fim, usuários que fizerem a assinatura do Apple One receberão o pacote de jogos gratuitamente.

Interessados em usar o Apple Arcade precisam estar com a última versão do sistema operacional no dispositivo. O desempenho dos jogos também depende do hardware de cada aparelho e, no caso do Apple TV, é possível que alguns títulos exijam um controle.

Imagem: mikkellwilliam/iStock