Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Nós do Vida Celular e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

O Fuchsia OS vem sendo desenvolvido pelo Google há pelo menos cinco anos. Utilizando um microkernel Zircon, o sistema operacional tem como foco segurança, capacidade de atualização e desempenho. O software também busca ter como característica a versatilidade, para ser executado em todos os tipos de dispositivos, incluindo smartphones, tablets, computadores, dispositivos IoT e wearables – o Santo Graal de um sistema universal.

(Só a nível de curiosidade, Fuchsia também é o nome de um gênero de plantas com flor pertencente à família Onagraceae, da ordem Myrtales, naturais das Américas e da Oceania, e o nome da cor, fúcsia, dessas flores.)

publicidade

No final do ano passado, a empresa abriu espaço para colaboração externa de desenvolvedores, oferecendo publicamente acesso ao repositório do projeto e às suas políticas de licenciamento. Agora, uma parceira muito importante está chegando para contribuir com esse desenvolvimento. A Samsung está trazendo para o Fuchsia OS um código relacionado ao “Sistema de Arquivos Compatível com Flash”, ou F2FS.

A contribuição da coreana é um sistema alternativo de gerenciamento de arquivos em um dispositivo de armazenamento, como o armazenamento embutido de um smartphone (por exemplo, eMMC e SSD). Esse sistema da Samsung oferece uma funcionalidade muito semelhante à do ext4, encontrado no Android. O ext4, ou fourth extended filesystem, é um sistema de arquivos de registro para Linux, o kernel do Android (que poderá ser sucedido pelo Fuchsia OS). É possível encontrar o F2FS da Samsung sendo usado em telefones fabricados pela coreana, como o Galaxy Note 10, e em telefones Google, como o Pixel 3, além de outros dispositivos Android.

O F2FS estaria voltado para ler dados de outros dispositivos

Considerando que o Fuchsia OS possui suas próprias premissas de como os sistemas de arquivos devem funcionar, parece que o novo suporte para o F2FS da Samsung pode estar voltado exclusivamente para a capacidade de ler dados de outros dispositivos, ao invés de funcionar de forma solo. O arquivo que sustenta a parceria da Samsung com o Google na contribuição feita pela coreana com o F2FS ao sistema operacional pode ser encontrado neste link, com esta codificação no repositório.

Participações de empresas bastante expressivas no cenário de tecnologia global não é novidade para o projeto do Google. A chinesa Huawei, por exemplo, já contribuiu com o Fuchsia OS no passado. De qualquer forma, é bem possível que tenhamos alguns anúncios importantes durante o Google I/O 2021 que acontece na semana que vem, entre os dias 18 e 20 de maio.

publicidade

Via 9to5Google e SamMobile

Imagem: armennano/Pixabay/CC