Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

A Apple anunciou nesta segunda-feira (03) que contratou Samy Bengio, cientista e ex-funcionário do Google, para cuidar do novo departamento de inteligência artificial da empresa. A expectativa é de que a nova adesão ao quadro de funcionários da empresa conduza um projeto com John Giannandrea, também ex-Google.

Giannandrea, que entrou na Apple em 2018, após oito anos no Google, é vice-presidente sênior do setor de machine learning e inteligência artificial da Maçã. Até o momento, a empresa não se pronunciou sobre qual será o papel de Bengio na companhia.

publicidade

Samy Bengio era um dos primeiros desenvolvedores presentes no Google Brain, a área de tecnologia e inovação do buscador. Criador do código aberto para inteligência artificial Torch, o novo cientista da Apple é responsável por avançar os algoritmos de deep learning presentes nos sistemas atuais que analisam imagens, vozes e outros dados.

Cientista deixou Google em apoio à ex-funcionárias

O cientista de inteligência artificial foi contratado pela Apple tempo após sua saída do Google, em apoio aos protestos de Timnit Gebru e Margaret Mitchell, funcionárias demitidas após um escândalo de racismo dentro da empresa. O evento levou eventualmente outros engenheiros da empresa a se demitirem e revelarem que a big tech está longe de ser um ambiente amigável como parece.

No ano passado, Gebru, até então líder da equipe de Ética em Inteligência Artificial, trabalhava num artigo que detalhava problemas graves de IAs do Google. A direção da empresa exigiu que ela não prosseguisse com a pesquisa, ou seria despedida. O episódio é considerado censura pelos empregados da big tech, que por sua vez, manifestaram apoio à ex-colega. Dois meses após a saída de Gebru, Mitchell foi primeiro suspensa, e depois, demitida.  A funcionária, também da equipe de Ética em Inteligência Artificial, estava coletando provas de que sua antiga colega de equipe estava sendo vítima de tratamento discriminatório.

Via Reuters

publicidade

Imagem: Apple Iconsiam/Wikimedia Commons/CC