Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Muitas empresas começam a desenvolver novos produtos e os lançam em um período relativamente curto. A Apple não é uma delas, já que ouvimos falar sobre seus óculos inteligentes, carros e outros projetos há anos, e até hoje sem lançamentos oficiais nesses segmentos. O que pode surpreender alguns é que as AirTags — oficializadas na semana passada — possivelmente estavam prontas para comercialização desde 2019.

Algumas homologações pelo mundo já sugeriam que a Apple estava se preparando para o lançamento desses rastreadores, porém isso não significava que todo o projeto já estava pronto para venda. O maior sinal de que sim, a empresa já estava com as AirTags finalizadas desde 2019, chega através da embalagem do produto que consumidores receberam. Enquanto alguns pacotes realmente trazem etiquetamento para o ano atual, alguns compradores foram premiados com unidades que remetem a dados do ano passado e retrasado.

publicidade

Foi o caso do usuário do Twitter ZONEofTECH. Ele publicou na rede social duas fotos da AirTag que comprou. Por fora, a caixa traz um adesivo com informações sobre direitos autorais e industriais da Apple, datadas de 2020. Dentro, outro adesivo parecia ter sido impresso há mais tempo: 2019. O comprador aparentemente deu a “sorte” de receber um lote bem antigo do produto, o que permitiu trazer a público essa informação

O atraso das AirTags

A Apple, como sempre, não revela o motivo pelo qual segurou as AirTags desde 2019. Alguns rumores sugerem que houve preparação jurídica para enfrentar um possível processo da Tile, que também fabrica acessório de iguais características. Outra possibilidade é que a chegada da pandemia tenha acabado com o plano da empresa de lançar um produto de geolocalização quando todo mundo foi incentivado a ficar em casa.

Fato é que esses dois anos de atraso para o lançamento das AirTags permite que os rastreadores cheguem ao mercado com muitos iPhones de chip U1 já distribuídos por todo o mundo. O chip é responsável por comunicação em banda ultralarga (ultra wideband UWB) de dados e traz mais precisão para rastreamento GPS. Como o caminho das AirTags é basicamente “encaminhar” seus dados smartphone a smartphone, o lançamento delas chega em um cenário bem mais positivo para o pleno funcionamento dessa rede.

Via Mac Rumors