Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

Na década passada, a Apple expandiu seu portfólio de hardware com a chegada dos seus dispositivos wearables, o Apple Watch e os AirPods. Na atual, o mix de produtos da empresa recebeu as AirTags, e futuramente deverá contar com um óculos de realidade virtual e também os tão falados Apple Glasses, mas esses devem atrasar.

A informação é do Digitimes, veículo financeiro que, com fontes na indústria, costuma acompanhar o passo a passo da Maçã com boa precisão. O atraso no lançamento dos Apple Glasses (ou Apple Glass) deverá se concretizar em virtude de empecilhos que adiaram, internamente, testes do segundo protótipo do acessório. Todos os projetos de realidade aumentada ou mista sofrerão um atraso, e assim, o portal reduz suas expectativas quanto a um lançamento comercial para 2022.

publicidade

Na realidade, o atual protótipo ainda testa características iniciais do projeto, e visa otimizar seu peso ao mesmo tempo que concilia seu corpo com uma bateria durável. É estimado que seja necessário verificá-lo em pelo menos outras três fases até que Tim Cook possa bater o martelo e autorizar a produção comercial dos Apple Glasses.

Apple VR chega primeiro

Enquanto os Apple Glasses devem atrasar, a empresa de Cupertino deverá compensar o público oficializando seu primeiro acessório de realidade virtual, planejado para 2022. Pode ser o empurrão que o mercado está esperando para voltar a apostar alto nesse segmento de produtos, como aconteceu há alguns anos, quando a Samsung até incluía acessório do tipo na pré-venda dos seus flagships.

Como todo produto da Apple, porém, não é esperado preço baixo: na realidade, analistas pontuam que o dispositivo será para poucos, já que seu preço deverá chegar próximo dos US$ 3 mil (R$ 16.347 em conversão direta hoje, 26/04). Nesse patamar de preço, nem mesmo o Oculus Quest 2 deverá se preocupar com a chegada da empresa liderada por Tim Cook nesse mercado.

Via Tom’s Guide

publicidade

Imagem: iDropnews