Vida Celular

Tudo sobre os melhores celulares

A Samsung Electronics alcançou um lucro operacional de 9,38 trilhões de wons coreanos (algo em torno de R$ 45,38 bilhões) no primeiro trimestre de 2021, um aumento de 45% em comparação com o mesmo período de 2020. Em meio a uma baixa participação de seus chips no bom resultado (o maior de todos os tempos para o primeiro quarto de um ano), seus negócios de produtos eletrônicos móveis e de consumo registraram um forte desempenho.

O negócio de semicondutores da Samsung registrou 3,37 trilhões de wons (R$ 16,3 bilhões) em lucro operacional. A demanda por chips de memória de notebooks e portáteis apesar de sólida, sofreu impacto com o custo de transferência das linhas de produção para o processo avançado mais recente. Houve também o fechamento temporário da fábrica de chips localizada em Austin, no Texas, por causa da forte onda de frio que chegou em fevereiro nos Estados Unidos. Além disso, a queda global nos preços das memórias NAND (tipo de memória flash mais comum usada em diversos dispositivos de armazenamento, como SSD, USB e cartões SD) foi um pequeno freio na lucratividade da empresa.

publicidade

Expectativas de aumento de lucros com semicondutores

Entretanto, a Samsung espera que seus resultados com semicondutores aumente a lucratividade no segundo trimestre, devido às expectativas de uma forte demanda por produtos de memória em geral. A empresa vai expandir a produção de sua DRAM de 15 nanômetros e Gen 6 V-NAND para garantir a competitividade de custos e fortalecer sua liderança de mercado.

Parte das expectativas para aumento de lucros futuros da Samsung com a alta na demanda por memória NAND estão relacionadas à instalação de mais servidores para serviços de streaming e aos próximos lançamentos de smartphones 5G. A empresa espera que o mercado do qual ela faz parte veja um crescimento de algo em torno de 30% em 2021.

Já com relação a monitores, seu desempenho registrou 360 bilhões de wons coreanos (R$ 1,74 bilhão) em receita operacional. O aumento da aplicação de telas OLED por clientes de smartphones impulsionou o aumento dos lucros. Porém a escassez de componentes por parte dos clientes fez com que a receita caísse em relação ao quarto trimestre de 2020.

Recuperação após chegada da Covid-19

Recuperando-se do impacto da chegada da pandemia da Covid-19, ocorrida no mesmo período do ano passado, o negócio móvel da Samsung registrou 4,39 trilhões de wons em receita operacional no primeiro trimestre de 2021. Em nossa moeda, seria algo em torno de R$ 21,24 bilhões, com a demanda por smartphones da empresa sendo o motor de recuperação, além dos bons resultados com seus PCs e tablets. O Galaxy S21, lançado em janeiro, e a série Galaxy A tiveram um desempenho sólido nestes três primeiros meses de 2021.

publicidade

O lucro líquido da Samsung no primeiro trimestre deste ano foi de 7,14 trilhões de wons coreanos (em nossa moeda, seriam por volta de R$ 34,54 bilhões) e aumenta 46,2% na comparação com os três primeiros meses do ano passado. Já a receita da companhia ficou em 65,39 trilhões de wons coreanos neste período (R$ 316,37 bilhões, aproximadamente), com alta de 18,2% em relação ao mesmo período de 2020.

Via The Elec e BloombergQuint